Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da estimulação encefálica profunda da cápsula ventral/estriado ventral e do núcleo subtalâmico sobre o desempenho de ratos em tarefas de flexibilidade comportamental.

Processo: 21/05022-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Vigência (Término): 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Amanda Ribeiro de Oliveira
Beneficiário:Isabelle Waku
Instituição Sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Córtex pré-frontal   Estimulação encefálica profunda   Estriado ventral   Núcleo subtalâmico
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:aprendizagem reversa | cápsula ventral | córtex pré-frontal | deslocamento de regras | estimulação encefálica profunda | estriado ventral | núcleo subtalâmico | Psicobiologia/Neurociências

Resumo

A flexibilidade comportamental é a habilidade de modificar o comportamento em resposta a alterações nas contingências ambientais e parece estar comprometida no Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC). Em pacientes com TOC, o uso da estimulação encefálica profunda (DBS) da cápsula ventral/estriado ventral (VC/VS), principal alvo utilizado, e do núcleo subtalâmico (STN), parece aumentar a flexibilidade comportamental. Considerando que o entendimento acerca desses efeitos ainda é restrito, o presente estudo visa investigar os efeitos da DBS na flexibilidade comportamental e os possíveis circuitos neurais envolvidos. Na primeira etapa, realizaremos um estudo de revisão sistemática da literatura a fim de identificar publicações que abordam o uso da DBS em roedores, nas regiões da VC/VS e STN. Na segunda etapa, em um estudo experimental, investigaremos os efeitos da DBS durante duas tarefas que medem o comportamento flexível e avaliaremos o papel do córtex orbitofrontal e do córtex pré-límbico através da inativação reversível dessas regiões. Para tal, serão utilizados ratos Wistar machos e três experimentos serão realizados: 1. Padronização das tarefas de aprendizagem reversa e de deslocamento de regras na caixa de condicionamento operante; 2. Avaliação dos efeitos da DBS da VC/VS e do STN sobre os comportamentos durante as tarefas; 3. Avaliação do papel do córtex orbitofrontal e do córtex pré-límbico sobre os efeitos da DBS da VC/VS e do STN nos comportamentos nas tarefas. Espera-se que a DBS aumente a flexibilidade comportamental durante a realização das tarefas e que tal melhora seja revertida com a inativação das regiões do córtex.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)