Busca avançada
Ano de início
Entree

MIR-4433B-5P como potencial biomarcador de diagnóstico da COVID-19

Processo: 21/12359-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2022
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Patricia Moriel
Beneficiário:Julia Tiemi Siguemoto
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):COVID-19   MicroRNAs   Diagnóstico clínico   Técnicas de laboratório clínico   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR)   Estudo observacional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Covid-19 | diagnóstico | miRNA | Análises Clínicas

Resumo

O novo coronavírus (SARS-CoV-2), agente causador da Doença Coronavírus 2019 (COVID-19), se tornou a mais recente emergência mundial. Neste momento, buscamos utilizar nossa expertise nas áreas de genética e epigenética para contribuir de forma significativa no contexto da pandemia do SARS-CoV-2. Os microRNAs (miRNAs) consistem em pequenas moléculas de RNA, não codificantes, com importante papel na regulação pós-transcricional da expressão gênica. Existe uma complexa interação entre os vírus e as células hospedeiras infectadas, na qual se revelou que os miRNAs desempenham um papel central, entretanto até o momento não existem trabalhos de validação de miRNAs como biomarcadores de diagnóstico da COVID-19 em amostras humanas. Resultados preliminares do nosso grupo, através de sequenciamento de nova geração, encontraram um total de 18 miRNAs expressos diferencialmente entre pacientes com COVID-19 e controles. Destes, o miR-4433b-5p foi o miRNA mais negativamente regulado encontrado, pelo menos 1,6 vezes mais reduzido na comparação entre pacientes com COVID-19 e controles. Assim, o objetivo principal desse projeto é validar o miR-4433b-5p como potencial biomarcador de diagnóstico para a COVID-19, através de PCR em tempo real, em uma coorte maior de pacientes. Este é um estudo observacional, analítico, transversal, cuja amostragem é não probabilística do tipo consecutiva, o qual já foi previamente aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da UNICAMP. O estudo contará com dois grupos, grupo Caso (90 pacientes): amostra de sujeitos que tiveram seu exame para SARS-CoV-2 positivo no teste referência [Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real (RT-PCR)]; e grupo Controle (40 pacientes): amostra de voluntários que tiveram seu exame negativo para SARS-CoV-2 no teste referência (RT-PCR). Os miRNAs serão extraídos de plasma, utilizando kit comercial. Após, será realizado a conversão destes em cDNA e, então, a PCR em tempo real para a validação da expressão do miRNA em questão.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)