Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da sinalização celular via proteína cinase C (PKC1) em Trichoderma reesei durante a formação de celulases

Processo: 22/00068-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Roberto do Nascimento Silva
Beneficiário:Wellington Ramos Pedersoli
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/11655-4 - Estudos funcionais de redes de regulação gênica em Trichoderma reesei durante a formação de celulases, AP.TEM
Assunto(s):Proteômica   Transdução de sinais   Proteína quinase C   Trichoderma reesei   Celulase   Degradação de biomassa   Bagaço de cana-de-açúcar   Repressão catabólica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:cellulase | phosphoproteomic | Trichoderma reesei | proteomica

Resumo

A biomassa vegetal é o material natural mais abundante presente na terra. É composta de polissacarídeos, sendo a celulose o principal componente. Diversos microrganismos vêm sendo estudados com potencial uso biotecnológico para degradar a matéria vegetal. O fungo Trichoderma reesei é conhecido por sua elevada capacidade de secreção de enzimas celulolíticas que atuam degradando o polímero de celulose em moléculas de glicose, sendo este um ponto chave na produção do etanol de segunda geração. A regulação da expressão dos genes que codificam para estas enzimas é orquestrada por eventos de fosforilação, por meio de cinases e fosfatases. Sabe-se que os eventos de fosforilação estão envolvidos na regulação de outros diversos processos. Em T. reesei, o padrão de fosforilação da proteína muda de maneira dependente da fonte de carbono. Este projeto tem como principal objetivo contribuir para o entendimento dos mecanismos de regulação envolvidos no processo de produção de celulases durante a degradação da biomassa vegetal por T. reesei por meio da deleção do gene de pkc1, uma das principais cinases, já identificada anteriormente pelo nosso grupo. Posteriormente, será realizado a análise fosfoproteômica para a identificação das proteínas afetadas pela ausência desta cinases, os quais são diferencialmente expressos mediante indução das fontes de carbono celulose e bagaço de cana-de-açúcar. As informações geradas neste trabalho, além de contribuir para a compreensão do mecanismo de repressão catabólica, poderão ser utilizadas para a engenharia do fungo T. reesei a fim de aumentar a produção dessas enzimas. Além disso, servirão como fonte de informação para posteriores pesquisas, como estudos de alvos individuais de PKC1 (identificados nesse trabalho) e seus efeitos específicos na célula. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)