Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das condições sistêmica e bucal de mulheres durante a gestação e o peso do bebê ao nascer: uma coorte prospectiva

Processo: 21/06053-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Silvia Helena de Carvalho Sales Peres
Beneficiário:Bruno Gualtieri Jesuino
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde bucal   Gestantes   Bebês   COVID-19   Peso ao nascer
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bebês | condição periodontal | Covid-19 | Gestantes | Peso ao nascer | Odontologia

Resumo

Este estudo tem como objetivo avaliar as condições sistêmica, periodontal e a qualidade de vida de gestantes e acompanhar o peso dos bebês ao nascer. Além de verificar quais variáveis estão associadas ao desfecho do peso ao nascer abaixo do normal. As gestantes serão avaliadas quanto às condições sistêmica e bucal. Após o nascimento, os bebês serão divididos em dois grupos: bebês com peso normal (G1=60) e bebês com o peso abaixo do normal (G2=60), perfazendo o total de 120 bebês. A pesquisa será dividida em T1 e T2, sendo T1 o momento o qual serão coletados os dados gestacionais, sendo eles: escolaridade, renda mensal familiar, condição sistêmica, condição periodontal, hábitos de higiene bucal, qualidade de vida, além do diagnóstico de COVID-19 na gestação; Já o T2 é o momento em que serão recrutados os dados após o nascimento do bebê, o qual servirá para divisão dos grupos, sendo, portanto: os dados do bebê ao nascer (semana de nascimento, peso e altura), além de uma nova análise da condição sistêmica, condição periodontal (apenas para as pacientes que foi possível a realização nesse período), hábitos de higiene bucal e qualidade de vida após o parto. Com relação a coleta, as pacientes serão recrutadas das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Bauru, São Paulo, Brasil. Os bebês das pacientes da amostra serão classificados de acordo com os dados obtidos da carteira de acompanhamento médico dos bebês. Como resultados, espera-se que a doença periodontal esteja associada ao peso ao nascer abaixo do normal, além disso imagina-se que as mães de bebês com peso abaixo do normal apresentem pior qualidade de vida, e por fim que as mães com diagnóstico positivo para a COVID-19 tenham bebês com alguma alteração, seja na semana de nascimento ou no seu peso ao nascer. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)