Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos moleculares da modulação farmacológica dos receptores P2Y6 em modelo in vitro para estudo da Doença de Alzheimer

Processo: 21/01478-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2022
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Alexander Henning Ulrich
Beneficiário:Milena da Silva Milanis
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/07366-4 - Receptores de purinas e cininas como alvos de estudo e intervenção terapêutica em doenças neurológicas, AP.TEM
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Neuroinflamação   Neuropsicofarmacologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Ativação microglial | Doença de Alzheimer | Neuroinflamação | Receptores P2Y6 | Sistema Purinérgico | Neuropsicofarmacologia

Resumo

A doença de Alzheimer (DA) é uma doença neurodegenerativa frequentemente caracterizada pelo acúmulo de placas beta amiloide (²A) e/ou emaranhados neurofibrilares no cérebro. Pacientes com DA apresentam sintomas que incluem perda de memória, comprometimento da linguagem e controle motor, frequentemente associados a sintomas psiquiátricos, como depressão e ansiedade. Placas ²A e emaranhados neurofibrilares de proteína Tau causam hiperativação da resposta neuroimune com consequente aumento dos níveis de citocinas pró inflamatórias. Além disso, a ativação sustentada da micróglia e astrócitos pode aumentar a formação de placas ²A, gerando um ciclo contínuo e neurotóxico.O sistema purinérgico modula diversos processos que se encontram alterados na DA, como a liberação de glutamato, a ativação do sistema imune, e o balanço energético. Este sistema compreende receptores de membrana (P1 e P2) ativados por nucleotídeos e nucleosídeos de purina. Estudos recentes sugerem o envolvimento dos receptores P2Y6 na patologia de doenças neurodegenerativas, especialmente através da modulação da atividade fagocítica microglial e resposta neuroimune, o que o torna um possível alvo para tratamento desta doença. Por esta razão, o presente projeto pretende avaliar os efeitos da modulação farmacológica dos receptores P2Y6 em co-cultura de células neuronais (Sh-sy5y) e microgliais (C20) incubadas com oligômeros ² amiloides (O²A) na formação de placas ²A, neuroplasticidade, estresse oxidativo, níveis de citocinas inflamatórias, viabilidade celular.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMPOS, HENRIQUE CORREIA; RIBEIRO, DEIDIANE ELISA; HASHIGUCHI, DEBORA; GLASER, TALITA; MILANIS, MILENA DA SILVA; GIMENES, CHRISTIANE; SUCHECKI, DEBORAH; ARIDA, RICARDO MARIO; ULRICH, HENNING; MONTEIRO LONGO, BEATRIZ. Neuroprotective effects of resistance physical exercise on the APP/PS1 mouse model of Alzheimer's disease. FRONTIERS IN NEUROSCIENCE, v. 17, p. 11-pg., . (18/07366-4, 22/00249-8, 18/17504-5, 21/01478-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.