Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos comportamentais da reprogramação in vivo de células gliais reativas em interneurônios no córtex pré-frontal medial

Processo: 21/13515-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 14 de março de 2022
Vigência (Término): 13 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Alline Cristina de Campos
Beneficiário:Franciele Franco Scarante
Supervisor: Benedikt A. Berninger
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: King's College London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:19/09178-3 - Participação da sinalização endocanabinóide e de processos plásticos do córtex pré-frontal medial nos efeitos comportamentais da combinação de escitalopram e canabidiol em camundongos estressados, BP.DR
Assunto(s):Neurobiologia   Córtex pré-frontal   Interneurônios   Ansiedade   Depressão
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:anxiety-like behavior | depression-like behavior | Glial Cells | in vivo reprogramming | interneurons | medial prefrontal cortex | Neuropsicofarmacologia celular e molecular

Resumo

O cortex pré-frontal medial (CPFm) participa na neurobiologia de respostas relacionadas a estresse e na fisiopatologia de respostas associadas a ansiedade e depressão. A atividade de interneurônios GABAérgicos modula as funções dessa região encefálica e controla as respostas comportamentais coordenadas pelo CPFm. De forma interessante, células gliais reativas, particularmente células NG2-positivas, são uma potencial fonte de novos interneurônios GABAérgicos no cérebro adulto. Estudos recentes introduziram a possibilidade da reprogramação direta de células gliais reativas em interneurônios GABAéricos in vivo através da indução da expressão de fatores transcricionais via um vetor retroviral que transfects de forma estável apenas células em proliferação. Uma vez que as células NG2 são as principais células proliferativas da maioria das regiões encefálicas, a injeção desses vetores retrovirais teria como alvo principalmente esse tipo celular. Portanto, o objetivo do projeto é avaliar os efeitos comportamentais da reprogramação direta in vivo de células gliais reativas em interneurônios GABAérgicos no CPFm de camundongos. Nós utilizaremos camundongos machos C57Bl6, os quais receberão injeção intra-CPFm de vetores retrovirais que induzem a reprogramação de células gliais em interneurônios. Seis a oito semanas depois, os animais serão submetidos a testes para avaliação de comportamentos associados a ansiedade e a depressão. Nós utilizaremos os testes comportamentais de supressão da alimentação pela novidade e teste de suspensão pela cauda. A eficiência de reprogramação das células gliais em interneurônios será confirmada através da imunomarcação de células transfectadas com marcadores moleculares associados a interneurônios via imuno-histoquímica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)