Busca avançada
Ano de início
Entree

Reforma do liceu francês: perspectivas e estratégias dos/das estudantes

Processo: 21/10659-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de setembro de 2022
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Débora Cristina Goulart
Beneficiário:Débora Cristina Goulart
Anfitrião: Christian Laval
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Paris Ouest Nanterre La Défense (Paris 10), França  
Assunto(s):Política educacional   Reforma do ensino   Estudantes   Flexibilização   Subjetividade   França (país)

Resumo

Desde os anos 1980, o sistema educacional francês é tensionado pelo duplo movimento de massificação, com acesso crescente ao baccalauréat (Bac) e aprofundamento da seletividade das carreiras. Com um histórico de estratificação e fragmentação, a reforma do baccalauréat que teve início em 2019, contém três eixos de mudanças: a flexibilização curricular com individualização dos percursos formativos, alteração da composição de notas do baccalauréat e a substituição da antiga plataforma de candidaturas para ingresso no ensino superior, a APB (Admissions post-bac) pelo Parcoursup. A parte da reforma dirigida diretamente aos liceus franceses, chamada de reforma do liceu, tem como elementos centrais, a flexibilização curricular com a individualização dos percursos, a avaliação constante com a mudança do Bac e o aumento aumento da orientação profissional. A reforma é analisada a partir de estudos sobre a ampliação da mercadorização e introdução de mecanismos de quase mercado e da nova gestão pública no sistema educacional francês. Diante de uma vasta reforma que altera a dinâmica institucional e mobiliza diversos setores da sociedade francesa, esta pesquisa tem como problema central conhecer quais são as perspectivas e estratégias dos/das estudantes diante da reforma do liceu. Adotamos como método de análise a mesoabordagem relacionando diferentes esferas de implementação da política educacional, com a adoção de observação participante em dois liceus de contextos sociais distintos e realização de entrevistas semiestruturadas com uma amostra de estudantes balizadas por critérios socioculturais, de gênero e origem social. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)