Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de milho tratadas com extrato de Cambuci

Processo: 21/13688-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2022
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Victor Augusto Forti
Beneficiário:Vitória de Andrade Tronco
Instituição Sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia de sementes   Fungos fitopatogênicos   Extratos vegetais   Germinação   Campomanesia phaea   Zea mays
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Campomanesia phaea | extratos vegetais | tratamento natural | Zea mays L | Tecnologia de sementes

Resumo

A agricultura orgânica busca a produção de alimentos saudáveis em consonância com a preservação ambiental e segurança social. Para a produção orgânica de milho, o tratamento alternativo nas sementes é essencial para a manutenção da qualidade e para evitar a disseminação de patógenos relevantes em campos de produção agrícola. O controle desses fitopatógenos a partir de extratos vegetais tem sido explorado. Em vista do potencial da atividade antifúngica dos compostos secundários produzidos pelas plantas, a espécie Campomanesia phaea apresenta esse potencial, pois suas folhas e frutos são ricos em compostos fenólicos, compostos com propriedade antifúngica. Dessa forma, este trabalho tem por objetivo avaliar o potencial sanitário e fisiológico de sementes de milho orgânico tratadas com o extrato de cambuci (Campomanesia phaea). Para isso, serão testados dois extratos vegetais de diferentes tecidos da espécie C. phaea, a casca do fruto e as folhas, nas seguintes concentrações: 0%, 25%, 50%, 75% e 100%. Um lote de sementes de milho orgânico será tratado com cada um dos tratamentos descritos e, posteriormente, as sementes serão avaliadas quanto ao potencial sanitário, por meio do blotter test, e fisiológico, por meio dos testes de germinação, velocidade de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento de plântulas, massa de matéria seca de plântulas, teste frio e teste de emergência de plântulas em bandeja. Além disso, cada um dos extratos aplicados será avaliado quanto ao teor de compostos fenólicos totais. Espera-se que o extrato das folhas e da casca do fruto do Cambuci possam ser uma alternativa ao tratamento químico de sementes de milho para o controle de fitopatógenos associados.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)