Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência dos métodos físicos de descontaminação na degradação das superfícies dos implantes dentários

Processo: 21/11753-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Valentim Adelino Ricardo Barão
Beneficiário:Thais Terumi Sadamitsu Takeda
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Implantodontia   Implantes dentários   Titânio   Biofilmes   Corrosão   Processos microbiológicos   Microscopia confocal   Espectrometria de emissão atômica por plasma acoplado indutivamente   Microscopia eletrônica de varredura

Resumo

O processo de descontaminação de implantes dentários de titânio (Ti) no deve apenas remover biofilmes bacterianos e contaminantes, mas também preservar o tratamento de superfície original do implante para possivelmente alcançar a re-osseointegraço da área afetada. Desse modo, o presente estudo tem como objetivo avaliar o efeito deletério de métodos físicos de descontaminação nas propriedades superficiais, no comportamento eletroquímico e na erradicação/re-colonizaço bacteriana em superfícies de implantes produzidas por impressão 3D. Para isso, discos de Ti (10 x 2 mm) com superfície comercial de manufatura aditiva serão utilizados para formação de biofilmes polimicrobianos (saliva humana - modelo microcosmo) por 3 dias. Posteriormente, os discos serão randomizados e expostos aos seguintes tratamentos: 1) Controle [sem tratamento]; 2) cureta de teflon [0,05N; 220 s]; cureta de Ti [0,05N; 220 s]; 3) escova de Ti [velocidade 902 rpm; 70% de irrigação com água]; escova de quitosana [velocidade 902 rpm; 70% de irrigação com água]; 4) abraso à ar [80% velocidade, 100% de irrigação com água] e 5) laser (Er:YAG)[(» 2940 nm, 100mJ/pulso; 20 pulsos/s; irradiação 45o com a amostra, distância: 1 mm]. Antes e após os tratamentos, as amostras serão caracterizadas em relação as propriedades de superfície (microscopia confocal de varredura à laser, perfilometria, molhabilidade, energia livre de superfície e espectrometria de emissão atômica por plasma acoplado indutivamente), ao comportamento eletroquímico (potencial de corrosão, espectroscopia de impedância eletroquímica, curva potenciodinâmica e taxa de corrosão) e a eficácia antimicrobiana (unidades formadoras de colônias - CFU e microscopia eletrônica de varredura - MEV). Em adição, após os ensaios microbiológicos os discos serão novamente contaminados (2 h adesão - modelo de microcosmo) para avaliar o potencial de re-contaminaço das superfícies após a descontaminação mecânica (CFU e MEV). Os dados serão submetidos ao teste estatístico mais apropriado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)