Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do sistema imune na indução de ferroptose em células tumorais

Processo: 21/09718-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Lucas de Abreu Ferreira Machado
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/05264-7 - Metabolismo celular, microbiota e sistema imune: novos paradigmas na fisiopatologia das doenças renais, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):23/02861-5 - Desvendando o papel do HO-1 na modulação do microambiente tumoral, BE.EP.IC
Assunto(s):Neoplasias   Resposta inflamatória   Inflamação   Células tumorais   Sistema imune   Morte celular   Imunometabolismo   In vivo   Técnicas in vitro
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:câncer | ferro | Ferroptose | Inflamação | Imunometabolismo

Resumo

Durante as últimas décadas, diversas abordagens terapêuticas que utilizam indução farmacológica de morte celular por apoptose foram desenvolvidas para o tratamento do câncer. Apesar da eficiência dessas terapêuticas, eventualmente as células tumorais desenvolvem resistência intrínseca aos fármacos utilizados no processo [1]. Dessa forma, encontrar novas maneiras de induzir a morte de células tumorais possui grande relevância. Dada a relação entre excesso de ferro e progressão tumoral, abordagens envolvendo metabolismo de ferro vêm sendo exploradas. Dentre elas, a ferroptose se demonstra um mecanismo promissor na indução de morte celular regulada em células tumorais [2, 3]. Evidências recentes registraram que respostas inflamatórias promovidas por células do sistema imune contribuem para o aumento de ferroptose e consequentemente para a atenuação da progressão tumoral [4]. Este trabalho hipotetiza que células do sistema imune poderiam atuar modulando negativamente vias interligadas com a regulação do metabolismo redox. Junto a isso, subtipos de macrofágos poderiam aumentar o suporte de ferro no microambiente tumoral, resultando em maior formação de espécies reativas de oxigênio (EROs). Devido a ausência de vias que atuam diminuindo a produção de EROs, aumenta-se a peroxidação lipídica e por conseguinte, aumenta-se também a ferroptose. Objetiva-se avaliar a influência do ferro em conjunto a respostas mediadas por células do sistema imune sobre vias metabólicas interligadas com a ferroptose em células tumorais. Para isso serão realizadas análises in silico, modelos in vitro e in vivo, a fim de se avaliar a resposta gerada tanto na célula tumoral como em seu microambiente. Espera-se demonstrar que o sistema imune pode ser uma forma de favorecer intrinsecamente vias associadas a ferroptose em células tumorais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)