Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação nanopartículas bimetálicas na detecção simultânea de proteínas em solução multicomponentes por ressonância plasmônica de superfície

Processo: 20/00807-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Dayane Batista Tada
Beneficiário:Lucca Silva Nascimento
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Técnicas biossensoriais   Ressonância de plasmônio de superfície   Reações multicomponentes

Resumo

O presente projeto visa estabelecer um método capaz de detectar baixas concentrações de proteínas em solução contendo multicomponentes, baseado na técnica de Ressonância Plasmônica de Superfície com imagens (SPRi). O método será baseado na aplicação de nanopartículas (NPs) bimetálicas de ouro e platina (AuPtNPs) e de ouro e prata (AuAgNPs) funcionalizadas com anticorpos específicos para captura de proteínas de interesse em solução. As proteínas utilizadas serão as lectinas Peanut agglutinin (PNA) e Concanavalina A (ConA). Os estudos serão também realizados com NPs monometálicas de ouro (AuNPs) para fins comparativos. Embora várias pesquisas já tenham comprovado a eficiência de AuNPs no aumento de sensibilidade de SPRi, a aplicação de NPs bimetálicas ainda não foi explorada nesse ramo. Espera-se que, assim como as NPs bimetálicas tem apresentado melhor desempenho catalítico e antimicrobiano devido à maior oscilação eletrônica na estrutura nanométrica, essas também apresentem eficiência maior no aumento de sensibilidade do SPRi na detecção de proteínas. As NPs funcionalizadas com anticorpo anti-PNA ou anti-ConA serão incubadas com diferentes concentrações de proteína PNA e ConA em solução e, em seguida, será avaliada a interação entre as NPs e os anticorpos anti - PNA e anti - ConA imobilizados na superfície do sensor. As NPs serão injetadas no sistema de SPRi e a detecção da proteína de interesse será avaliada por meio da variação de refletividade observada em regiões previamente escolhidas da superfície do biochip. Essas interações serão também monitoradas por meio de espectroscopia de UV-Vis. Conforme indicado em diversos estudos, é esperado que o uso de NPs metálicas aumente a sensibilidade do sensor devido ao efeito de acoplamento eletrônico entre as NPs e a superfície de ouro do sensor e, além disso, é esperado aumento de seletividade uma vez que as NPs funcionalizadas com anticorpos possuem alta afinidade com a proteína de interesse. Vale ressaltar que a sensibilidade e a especificidade de um sensor são fatores importantes em diversas aplicações, tais como, monitoramento de moléculas biológicas, detecção e diagnóstico de doenças. Não existem indícios na literatura de estudos prévios sobre a aplicação de NPs bimetálicas com a finalidade de aumentar a sensibilidade da técnica de SPRi. Assim, os estudos propostos são inovadores e podem levar ao desenvolvimento de uma nova metodologia para detecção de proteínas em baixas concentrações.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)