Busca avançada
Ano de início
Entree

Massa muscular e força como preditores do tempo até a alta médica e mortalidade de pacientes hospitalizados com SARS-CoV-2: um estudo observacional prospectivo

Processo: 20/08091-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Hamilton Augusto Roschel da Silva
Beneficiário:Saulo dos Santos Gil
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Atrofia muscular   Força muscular   Hospitalização   Alta hospitalar   SARS-CoV-2   Betacoronavirus   COVID-19   Estimativa de Kaplan-Meier

Resumo

A Síndrome Respiratória Aguda Grave induzida pelo novo Coronavírus (SARS-CoV-2) foi declarada uma pandemia. Identificar características que possam promover um melhor prognóstico aos pacientes é crucial para reduzir a ocorrência de complicações médicas, tempo até a alta médica e mortalidade. A massa muscular e força são preditores de complicações médicas e mortalidade em distintas populações, mas não está claro se esta afirmação se aplica à pacientes com SARS-CoV-2. Portanto, este estudo investigará se a massa e/ou a força musculares são preditores do tempo até a alta médica e/ou mortalidade de pacientes hospitalizados com SARS-CoV-2. No momento da admissão, alta e 180 dias após alta médica serão avaliados a massa (via ultrassom) e força (via handgrip) muscular. Durante o período de internação serão registrados o tempo até a alta médica e a ocorrência de complicações ou óbitos. Cento e oitenta dias após a alta médica, serão avaliados o número de readmissões hospitalares, taxa de mortalidade e o uso de serviços públicos de saúde. Os pacientes serão estratificados conforme a massa muscular e força avaliadas na admissão e, em seguida, uma análise de modelos mistos para medidas repetidas tendo grupo (percentil) e tempo (admissão, alta médica e 180 dias após a alta médica) como fatores fixos e os sujeitos como fatores aleatórios será realizada para cada variável dependente. Em caso de F significante, um post hoc de Tukey será utilizado para as comparações múltiplas. A sobrevida dos pacientes será examinada através da curva Kaplan-Meier e analisada por meio do teste Log-rank (Mantel-Cox). O nível de significância será de Pd0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)