Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da terapia fototérmica utilizando LED 660nm sobre células de melanoma murino (B16F10) que internalizaram nanotubos de carbono funcionalizados a plasma

Processo: 21/08216-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Elaine Conceicao de Oliveira
Beneficiário:Kaíque Gomes Hergesel
Instituição-sede: Faculdade de Tecnologia de Sorocaba (FATEC Sorocaba). Centro Paula Souza (CEETEPS). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Nanotecnologia   Melanoma experimental   Nanotubos de carbono   Funcionalização   Espectroscopia fototérmica

Resumo

Atualmente novas terapias contra o câncer têm sido propostas, principalmente aquelas baseadas na utilização de tecnologias recém-desenvolvidas como a nanotecnologia. O nosso grupo vem trabalhando com o objetivo de estudar os efeitos biológicos dos nanotubos de carbono de paredes múltiplas (NTCs) e seu possível uso na nanomedicina. No entanto, o maior impedimento sempre foi a hidrofobicidade destas nanopartículas que em meio aquoso se agregam, ativando assim o processo inflamatório. Por isso iniciamos um projeto em que estamos utilizando a técnica de Deposição Química aVapor Assistida por Plasma (Plasma Enhanced Chemical Vapor Deposition- PECVD) para mudar a superfície dos NTCs tornando-os mais hidrofílicos. A exposição controlada ao plasma produz quebra nas ligações na camada superficial dos nanotubos sem causar danos a sua estrutura, permitindo a ligação de grupos funcionais. O objetivo deste estudo é avaliar a internalização dos NTCs funcionalizados a plasma por células de melanoma murino (B16F10) e o efeito da terapia fototérmica utilizando a luz do LED 660 nm em cultura de monocamada (cultura 2D) e na cultura tridimensional (cultura 3D). Os NTCs expostos ao plasma por 30 e 60 segundos (NTC F-30s e NTC F60s) serão avaliados pela sua capacidade de atravessar a membrana das células B16F10 e das células controle não tumoral L929 (fibroblasto murino) em comparação ao nanotubo não funcionalizado (NTC-0), nas duas situações de cultivo (2D e 3D). Avaliaremos a morfologia, viabilidade das células, indução de morte por apoptose ou necrose, após internalização dos NTCs funcionalizados ou não e exposição ao LED. No cultivo 3D será possível avaliar o crescimento dos esferóides após a internalização e exposição ao LED por três dias consecutivos, bem como a viabilidade destas células pela marcação pelo corante live/dead. Os relativos avanços no entendimento dos processos desencadeados após a aplicação deste tipo de terapia ainda não são suficientes para que esta técnica possa ser considerada segura. Os resultados obtidos através deste estudo serão de grande relevância e poderão auxiliar no entendimento e aplicação deste tipo de terapia usando os NTCs funcionalizados a plasma. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)