Busca avançada
Ano de início
Entree

Delinquência juvenil, problemáticas de saúde mental e histórico de vitimização: aporte brasileiro ao projeto International Self-Report Delinquency 4 (ISRD4)

Processo: 21/04732-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Marina Rezende Bazon
Beneficiário:Rafaelle Carolynne Santos Costa
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Adolescência   Delinquência juvenil   Saúde mental   Vitimização

Resumo

Este projeto de Doutorado será realizado no escopo da participação brasileira no International Self-Report Delinquency (ISRD), um estudo internacional e colaborativo entre pesquisadores de diferentes países, sobre delinquência e vitimização na população adolescente. A edição atual, o ISRD4, prevê questões obrigatórias e questões opcionais, propostas por cada país. No Brasil, o módulo opcional abordará indicadores de problemas de saúde mental. Adolescentes que se envolvem na prática de delitos parecem ter mais necessidades com relação à saúde mental e o sistema socioeducativo brasileiro tem dificuldades de responder à essa demanda. Assim, o objetivo geral deste estudo será identificar os diferentes padrões de relação entre condutas delituosas (delinquência), indicadores de problemas de saúde mental e histórico de vitimização. Os procedimentos metodológicos seguem as diretrizes descritas no Protocolo de Pesquisa do ISRD4. A unidade primária de amostragem serão as salas de aula de escolas de duas cidades do estado de São Paulo. Adolescentes com idade entre 13 e 17 anos, de ambos os sexos, responderão ao Questionário padrão do ISRD4, com o módulo de indicadores de problemas de saúde mental. Os tópicos de interesse (delinquência, saúde mental e vitimização) serão operacionalizados em variáveis de frequência (número de ocorrências) e diversidade (número de diferentes categorias relatadas) e em variáveis que diferenciem as situações que envolvem violência, as que ocorreram no ambiente virtual ou no ambiente familiar (para delinquência e vitimização). A amostra será caracterizada (em sua totalidade e por grupos sociodemográficos) e, posteriormente serão identificados subgrupos na amostra (por meio da análise de clusterização), que serão comparados entre si nas variáveis de interesse. Por fim, análises de equações estruturais auxiliarão no teste do papel mediador e moderador dos problemas de saúde mental na relação entre histórico de vitimização e condutas delituosas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)