Busca avançada
Ano de início
Entree

Carbono e nitrogênio particulados em solo cultivados com cafeeiro consorciado com plantas de cobertura

Processo: 21/10781-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 17 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Mara Cristina Pessôa da Cruz
Beneficiário:Laura Oliveira Aguiar
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Pedologia   Fertilidade do solo   Produção agrícola   Cafeeiro   Análise de variância   Delineamento experimental
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:carbono e nitrogênio particulados | carbono orgânico | Coffea arabica L | Fertilidade do Solo | nitrogênio orgânico | Fertilidade do Solo

Resumo

Uma das alternativas para a promoção de maior sustentabilidade dos sistemas de produção agrícola consiste no consórcio de culturas comerciais com plantas de cobertura, as quais apresentam potencial para melhoria dos atributos químicos do solo e, consequentemente, da produtividade das lavouras. O objetivo com este trabalho é de avaliar o efeito do consórcio do café arábica com plantas de cobertura nas formas particuladas de C e N do solo e estabelecer relações com o estado nutricional das plantas de café. O experimento será instalado em Monte Santo de Minas - MG, na safra de 2021/2022. O delineamento experimental será em blocos casualizados, com quatro repetições. As parcelas serão compostas por seis sistemas de cultivo: CS - café solteiro; CVE - Café com vegetação espontânea; CB - café consorciado com braquiária (Urochloa ruziziensis); CM - com milheto (Pennisetum americanum); Cc - com crotalária (Crotalaria spectabilis); e CFP - com feijão-de-porco (Canavalia ensiformis). A semeadura das plantas de cobertura será realizada em outubro de 2021 e a dessecação em janeiro de 2022. Antes da dessecação será feita coleta de amostra de plantas para avaliação da massa de parte aérea e para determinação da composição químico-bromatológica. As amostras de solo serão coletadas nas profundidades de 0,00-0,05 m e 0,05-0,10 m, 60 dias após a dessecação, e nelas serão avaliados os atributos pH e acidez total, macronutrientes disponíveis (exceto N), e carbono e nitrogênio particulados. Na mesma época da coleta de solo será feita coleta de amostras de folhas do cafeeiro para determinação dos teores de macronutrientes. Os dados serão submetidos à análise de variância pelo teste F e, quando significativas, as médias serão comparadas por teste de comparação múltipla de médias (p < 0,05).(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)