Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos circuitos hipotalâmicos que regulam o metabolismo e o sistema endócrino

Processo: 21/11551-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Jose Donato Junior
Beneficiário:Josiane do Nascimento Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Eletrofisiologia   Metabolismo   Neuroendocrinologia   Neurofisiologia

Resumo

O hipotálamo é uma estrutura localizada na base do encéfalo, responsável pela regulação de diversas funções viscerais. Dessa forma, a homeostase corporal é dependente do controle de circuitos hipotalâmicos, ainda pouco conhecidos. O hipotálamo consegue regular o funcionamento do corpo controlando a expressão de comportamentos motivados, o sistema nervoso autônomo e finalmente, regulando a secreção dos hormônios hipofisários. Alterações no funcionamento desses circuitos hipotalâmicos podem ser responsáveis pelo surgimento de diversas doenças metabólicas e endócrinas. O presente projeto visa estudar o funcionamento dos circuitos hipotalâmicos responsáveis pela regulação do metabolismo e do sistema endócrino. Para tanto, serão empregadas a combinação de técnicas histológicas e eletrofisiológicas, em tecidos de camundongos geneticamente modificados, a fim de obter maiores informações a respeito das redes neurais que compõe o hipotálamo. Para o plano desta bolsa de pós-doutorado, o bolsista inicialmente irá estabelecer em nosso laboratório a técnica de RNAScope que permite a identificação da expressão de RNA mensageiros de interesses, em populações neurais específicas. Concomitantemente, iremos estabelecer o registro da atividade neural, por meio da técnica indireta de calcium imaging. Já possuímos os equipamentos necessários para a realização dessa técnica e o modelo animal necessário (LoxP-STOP-LoxP-GCaMP6f; https://www.jax.org/strain/028865) chegará em nosso biotério em outubro de 2021. Com esse modelo, iremos estudar como a ação de alguns hormônios de interesse, como GH, leptina e outros, podem afetar o influxo de cálcio intracelular. Finalmente, nas populações neurais que apresentarem resposta no método de calcium imaging, pretendemos aprofundar no registro da atividade usando a técnica de whole-cell patch clamp. Todas essas técnicas serão realizadas em tecidos de camundongos geneticamente modificados, cujas células de interesse expressam uma proteína fluorescente repórter, que permite sua identificação. As células inicialmente estudadas estão localizadas em núcleos hipotalâmicos que controlam o metabolismo e o sistema neuroendócrino, incluindo neurônios dos núcleos periventricular, paraventricular, arqueado e da área hipotalâmica lateral. Dessa forma, este projeto poderá descobrir novos mecanismos e circuitos neurais relacionados com o controle do metabolismo e sistema endócrino. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)