Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento do ângulo de fase e vetores de impedância bioelétrica e sua relação com marcadores indiretos de dano muscular excêntrico após precondicionamento isquêmico: ensaio clínico randomizado placebo controlado

Processo: 21/11893-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Franciele Marques Vanderlei
Beneficiário:Julia Waszczuk Vendrame
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Estresse fisiológico   Precondicionamento isquêmico   Creatina quinase   Oclusão terapêutica   Placebos   Impedância bioelétrica   Análise de variância   Ensaio clínico controlado aleatório

Resumo

O exercício excêntrico (EE) tem sido empregado na reabilitação e na melhora da aptidão física devido a sua vantagem mecânica e menor exigência metabólica, entretanto, o EE pode induzir dano muscular proporcionando alterações estruturais e redução da função muscular. Sendo assim, existem algumas ferramentas como a concentração de creatina quinase (CK) e lactato desidrogenase (LDH) que podem ser utilizadas como marcadores indiretos desse dano muscular ocasionado pelo EE. Outra ferramenta que pode ser capaz de avaliar as respostas celulares de saúde e integridade celular é a impedância bioelétrica (BIA) sendo assim, é importante buscar alternativas para diminuir esse dano causado pelo estresse. Dessa forma, o precondicionamento isquêmico (PCI) pode ser visto como um auxiliador na diminuição do dano causado pelo EE, pois pode diminuir os efeitos deletérios da isquemia-reperfusão, podendo ser usado para acelerar o processo de recuperação pós-exercício. Objetivos: O objetivo geral do presente estudo será avaliar o comportamento das respostas celulares (R, Xc e phA) após o PCI em diferentes pressões de oclusão e correlacioná-los com os marcadores indiretos de dano muscular excêntrico (CK e LDH). Métodos: será realizado um ensaio clínico randomizado placebo controlado com 80 homens saudáveis com idade entre 18 a 35 anos que serão divididos aleatoriamente em quatro grupos: PCI utilizando a pressão de oclusão total (POT), PCI com 40% a mais que a POT, placebo (10 mmHg) e controle. O protocolo de PCI será constituído de quatro ciclos de isquemia e reperfusão de cinco minutos cada. Todos os grupos realizarão um protocolo de EE, avaliações iniciais, imediatamente após o término do EE, 24, 48, 72 e 96 horas após o exercício, sendo avaliados sequencialmente a creatina quinase (CK), lactato sanguíneo (LDH) e vetores de integridade celular por meio da bioimpedância elétrica (BIA). Será utilizado o método estatístico descritivo e análise de variância para modelo de medidas repetidas. O nível de significância será de p<0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)