Busca avançada
Ano de início
Entree

A violência de gênero na missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti (2004-2017)

Processo: 21/05108-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Suzeley Kalil Mathias
Beneficiário:Laís Gomes Sartori
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Política internacional   Missões de paz   Organização das Nações Unidas (ONU)   Violência de gênero   Delitos sexuais   Haiti

Resumo

A pesquisa aqui apresentada tem como objetivo analisar a Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti (MINUSTAH) por meio de uma perspectiva de gênero. Busca-se compreender quais foram as condições que possibilitaram, durante a vigência da missão (2004-2017), os recorrentes casos de violência de gênero perpetrados pelos peacekeepers das Nações Unidas (ONU) ali presentes. Por meio de lentes feministas, realizar-se-á uma análise dos documentos e ações da ONU que nortearam a missão, a fim de entender de que maneira a organização procurou combater e evitar a violência de gênero no local. Desde a Resolução 1325/2000, a ONU reconhece a importância da presença feminina em processos de reconstrução da paz e solução de conflitos, consolidando a chamada agenda "Mulheres, Paz e Segurança" (MPS). Já os estudos feministas de relações internacionais passaram a incluir em seus debates pautas ligadas à segurança internacional, discutindo a inserção da perspectiva de gênero em âmbitos altamente masculinizados, como as forças armadas. Com a pesquisa, pretende-se contribuir para os estudos de violência de gênero em meio a conflitos e operações de manutenção da paz, como também dar visibilidade aos casos de violência sexual perpetrados por agentes onusianos em campo, buscando entender as raízes dessa problemática que afeta tantas outras nações que vivenciam a chamada presença humanitária em seus territórios. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)