Busca avançada
Ano de início
Entree

Coocorrência e determinantes ecológicos da ocupação de cervídeos na Mata Atlântica

Processo: 21/00966-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:José Maurício Barbanti Duarte
Beneficiário:Francisco Grotta Neto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/07014-8 - O uso de topotipos atuais para produção de genótipos e citótipos na revisão taxonômica do gênero Mazama: a base para a conservação das espécies, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Ecossistemas   Veados   Mazama   Habitat   Comunidades biológicas   Armadilhas   Mata Atlântica

Resumo

Compreender as relações interespecíficas e o efeito das características da paisagem no uso de hábitat é fundamental para compreender como ocorrem as formações das comunidades biológicas. Espécies próximas filogeneticamente tendem a compartilhar maiores semelhanças ecológicas e sobreposição de nicho, sendo as adaptações evolutivas fundamentais para a coexistência de espécies congêneres. Cervídeos do gênero Mazama se dividem em dois clados e convergiram morfologicamente durante a adaptação à ambientes florestais. A ecologia deste grupo apresenta uma estruturação filogenética, pairando questões ecológicas sobre a importância relativa das características da paisagem e interações interespecíficas na ocupação das espécies. Utilizando técnicas não invasivas (armadilhas fotográficas e DNA fecal) e ocupação como uma medida de uso de hábitat, a meta deste projeto é determinar os fatores ecológicos que afetam a ocupação dos Mazama. Nesse sentido, serão testadas duas hipóteses alternativas: I) o uso de hábitat dos veados Mazama é determinado principalmente pelas características do ambiente, sendo esperados efeitos positivos das variáveis de hábitat que indiquem ambientes florestais maduros para espécies do clado vermelho; e II) interações interespecíficas são os principais determinantes do uso de hábitat dos Mazama, sendo esperado uma evitação espacial entre as espécies de Mazama e destes com predadores. Três unidades de conservação da Mata Atlântica com diferentes composições de espécies serão amostradas por armadilhas fotográficas e cães farejadores para amostragem fecal. Modelos de ocupação e coocorrência serão utilizados para avaliar o efeito das características da paisagem e de outras espécies (Mazama sp. e predadores) no uso de hábitat dos Mazama. Assim, os dados que serão gerados contribuirão para a compreensão dos mecanismos que afetam a coocorrência e a distribuição de espécies filogeneticamente próximas e ecologicamente semelhantes, de modo a contribuir para a conservação dos Mazama e para o entendimento da formação das comunidades biológicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)