Busca avançada
Ano de início
Entree

Mobilização de fósforo de fontes orgânicas por raízes de eucalipto e microbiota do solo: implicações na nutrição fosfatada

Processo: 21/10531-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Sara Adrian Lopez de Andrade
Beneficiário:Gabrielle Henriquetto Cassiano
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/02939-9 - Mobilização de fósforo de fontes orgânicas por raízes de eucalipto e microbiota do solo: implicações na nutrição fosfatada, AP.R
Assunto(s):Nutrição vegetal   Eucalipto   Eucalyptus globulus   Eucalyptus grandis   Microbiota   Raízes de plantas   Nutrientes minerais do solo   Compostos orgânicos   Ciclagem de nutrientes   Fósforo   Monoester fosfórico hidrolases

Resumo

Nos solos de regiões tropicais e subtropicais, o fósforo (P) está predominantemente em formas não solúveis e/ou formas orgânicas, o que contribui para sua baixa disponibilidade para as plantas. Nessas condições, não só os mecanismos de adaptação das plantas, mas também seus simbiontes e a microbiota do solo, são fatores chave na ciclagem e mobilização de P. A adaptação das plantas a condições limitantes de P pode se refletir na capacidade de adquirir P de formas menos disponíveis, como aquelas presentes em compostos orgânicos contendo P (Po). A secreção de diferentes tipos de fosfatases e fitases por raízes e seus simbiontes pode melhorar a capacidade das plantas em mobilizar compostos de Po. O objetivo geral deste projeto é estudar a relação entre o uso do Po e a atividade enzimática de raízes de duas espécies de eucalipto, Eucalyptus globulus e E. grandis, e também a interação com fungos micorrízicos arbusculares (FMA) e outros microrganismos do solo. O estudo seguirá duas abordagens, a primeira através da avaliação de atividade de exoenzimas e exsudatos de origem radicular e do micélio extrarradicular de FMA relacionadas com a mobilização de P de fontes como fitato, ATP, RNA, glicose-6-fosfato e necromassa bacteriana. Na segunda abordagem, será realizado um experimento em microcosmos para avaliar a interrelação entre a microbiota do solo e a ciclagem de Po em solos coletados de áreas sob diferente cobertura vegetal e seus efeitos na nutrição fosfatada das duas espécies de eucalipto. Será caracterizado o Po do solo por 31P-RMN, a atividade microbiana relacionada a ciclagem de P através da determinação da abundância de genes como phoD, phoA, bpp, e a composição das comunidades microbianas relacionadas a essas atividades de ciclagem de P. O projeto trará conhecimento sobre a capacidade de espécies de eucalipto de utilizar o P provindo de fontes orgânicas, qual sua capacidade em produzir enzimas envolvidas na mobilização desse P e qual o papel da simbiose micorrízica arbuscular no processo. A caracterização das espécies de Po em solos e a relevância da microbiota do solo na ciclagem de P e na nutrição fosfatada das plantas poderá ser melhor entendida, o que traz implicações importantes no entendimento da ciclagem e disponibilidade de P em solos de regiões subtropicais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)