Busca avançada
Ano de início
Entree

A fabricalização da escola: as edtechs e a reconversão docente no Brasil e na França

Processo: 21/01249-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Selma Borghi Venco
Beneficiário:Allan Kenji Seki
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Política educacional   Privatização   Relações de trabalho   Trabalho docente

Resumo

A pesquisa se inscreve no âmbito do projeto, em andamento e financiado pela FAPESP, intitulado "A política educacional no Brasil e na França: um estudo sobre as relações de trabalho no território", da Profa. Dra. Selma Borghi Venco, bem como na agenda de pesquisas desenvolvidas pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Política Educacional (GREPPE). O presente estudo objetiva investigar a atuação das startups de tecnologias educacionais (Edtechs), no Brasil e na França, no que diz respeito às incorporações de tecnologias no campo de funções docentes na educação básica, tais como planejamento de ensino, avaliações de aprendizagens, mediações de sala de aula e outros. Pretende-se, assim, discutir quais as determinações e as consequências da expansão do mercado de tecnologias educativas nas relações de trabalho dos docentes. Apesar das significativas diferenças históricas e educacionais, ambos os países possuem expressivo número de Edtechs ativas: a França conta com 377 e o Brasil 449 Edtechs ativas e destas, 70,6% oferecem soluções para o ensino básico e 35,1% têm sede em São Paulo (DESSAUX, 2020; CIEB; ABSTARTUPS, 2019). Os procedimentos metodológicos delineados para a investigação, além do levantamento de dados censitários e financeiros, se concentram, sobretudo na pesquisa qualitativa, prevendo o exame dos documentos legais que regulam a política educacional, fontes de imprensa e documentação de empresas. Na primeira etapa pretende-se realizar o levantamento bibliográfico sistemático no Brasil e na França. Na segunda, planejamos a realização de um estudo de caso sobre as incubadoras Cubo Itaú (Brasil) e Station F (França), e, por fim, pretende-se realizar um mapeamento de relações sociais entre capitais investidores, capitais de ensino e as Edtechs. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)