Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem diagnóstica, prognóstica e terapêutica da superexpressão de HER2 nas Neoplasias Mamárias caninas

Processo: 21/00678-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Fonseca Alves
Beneficiário:Antonio Fernando Leis Filho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cães   Oncologia   Neoplasias mamárias   Oncologia veterinária

Resumo

As neoplasias mamárias são o tipo de neoplasia mais frequente em cadelas, sendo metade destas neoplasias malignas. A expectativa de vida dos animais diagnosticados com esta enfermidade geralmente é baixa. Por conta da dificuldade no tratamento e da alta prevalência das neoplasias mamárias a identificação de fatores diagnósticos, prognósticos e terapêuticos é muito importante. O HER2 é um receptor do tipo tirosina quinase com grande relevância nas neoplasias mamárias humanas, sendo que a sua superexpressão está ligada com menor tempo livre de doença, menor sobrevida, maior proliferação e migração celular, invasão tumoral, frequência de metástases, angiogênese e diminuição da apoptose. Em cães a relevância do HER2 nestas neoplasias ainda é muito debatida, porém, a superexpressão de HER2 já foi relacionada com aumento pleomorfismo celular e maior número de figuras de mitose nestes animais. Em vista disso, este projeto pretende validar o uso em amostras de cães do anticorpo anti-HER2 utilizado na imunoistoquímica de amostras humanas por meio das técnicas de Western blotting e espectrometria de massas; correlacionar a expressão de HER2 com a sobrevida de cães diagnosticados com neoplasias mamárias; propor e testar in vitro uma terapia para os animais com neoplasias com alta expressão de HER2 utilizando o lapatinibe em associação com um agente quimioterápico a ser determinado após proteômica de amostras de células de carcinoma mamário canino em cultura tratadas com lapatinibe, de modo a complementar os seus efeitos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)