Busca avançada
Ano de início
Entree

Status hídrico do algodoeiro cultivado em sistema de semeadura direta e convencional em um solo arenoso

Processo: 21/10701-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Fábio Rafael Echer
Beneficiário:Alana Maria Correia Ferreira
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Carboidratos   Algodoeiro   Prolina   Preparo do solo   Solo arenoso   Manejo do solo   Análise de variância   Delineamento experimental   Teste de Tukey

Resumo

Solos arenosos possuem baixa capacidade de retenção de água e períodos com baixa pluviosidade causam o déficit hídrico na planta, o que a expõe a um estado de estresse comprometendo seu crescimento e desenvolvimento. O objetivo do estudo será avaliar os parâmetros fisiológicos da planta, relacionados ao status hídrico e a produtividade do algodoeiro em função dos sistemas de manejo do solo. O experimento será conduzido em um Latossolo de textura arenosa, no delineamento experimental em blocos ao acaso com 5 repetições. Nas parcelas serão alocados os tipos de manejo, sendo eles: Sistema convencional com preparo do solo em maio, sistema convencional com preparo do solo em setembro, sistema de semeadura direta não escarificado e sistema de semeadura direta escarificado. O milheto será utilizado como planta de cobertura em todos os sistemas. Será avaliado o acúmulo de massa de matéria seca do algodoeiro e o índice de área foliar aos 25, 50, 80, 110 e 140 dias após a emergência (DAE). As avaliações fisiológicas serão realizadas em pleno florescimento: trocas gasosas (fotossíntese, condutância estomática, transpiração, concentração interna de CO2), potencial hídrico foliar, teor de prolina e teor de carboidratos. Na colheita do algodoeiro será avaliada a produtividade de fibra e serão estabelecidas correlações entre os parâmetros avaliados. O estudo estatístico será realizado pela análise de variância e as médias serão comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade. A correlação dos dados fisiológicos com a produtividade dos algodoeiro será realizada pelo método de Correlação de Person. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)