Busca avançada
Ano de início
Entree

Hidrólise subcrítica e digestão anaeróbia para produção de açucares e biogás a partir do bagaço de maçã proveniente do processamento de suco

Processo: 21/03950-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Tânia Forster Carneiro
Beneficiário:Josiel Martins Costa
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/14938-4 - Waste2energy: integração das tecnologias supercrítica e digestão anaeróbia através de um sistema automatizado para produção de precursores de biocombustíveis, AP.JP2
Assunto(s):Bioenergia   Biorrefinarias   Economia circular   Extração supercrítica

Resumo

A demanda por tecnologias de conversão de biomassa e reaproveitamento de resíduos tem pressionado o setor produtivo industrial a cada vez mais investir em inovações visando a geração de novos produtos com alto aproveitamento energético. Neste contexto, a tecnologia de água subcrítica é reconhecida como um processo limpo e sustentável para obtenção de compostos bioativos e açúcares a partir de subprodutos do processamento de matrizes vegetais, assim como a digestão anaeróbia seca, a qual valoriza águas residuárias e resíduos sólidos para a produção de biogás. Portanto, o desenvolvimento de processos que potencializem ainda mais as características tecnológicas dos resíduos sólidos tem recebido muita atenção por parte do setor produtivo mundial. Com base neste cenário, o objetivo desse projeto é utilizar um sistema integrado de hidrólise subcrítica e digestão anaeróbia para o tratamento de resíduos sólidos da indústria de processamento de maçã (Malus domestica) visando a produção de açúcares de alto valor agregado e biogás. A extração da pectina também será avaliada. O pré-tratamento do bagaço de maçã por hidrólise com água subcrítica será avaliado para a produção de xilose, arabinose, frutose e outros. O biocarvão obtido após a etapa de hidrólise será avaliado como material adsorvente em uma coluna de adsorção dos inibidores de fermentação 5-hidroximetilfurfural e furfural. A operação do biorreator anaeróbio utilizando o hidrolisado como substrato, resultará na produção de biogás. Todos os processos empregados na obtenção dos coprodutos serão avaliados técnico-economicamente. Portanto, a integração dessas tecnologias pode contribuir para a descarbonização da matriz energética, apoiar a transição para uma economia circular, baseado na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de energia, com benefícios ambientais, sociais e econômicos para o desenvolvimento sustentável local e regional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)