Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular dos efeitos in vivo do veneno da Bothrops jararaca: análises do tecido muscular e do plasma de camundongos, por abordagens de proteômica e imuno-histoquímica

Processo: 21/10570-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Solange Maria de Toledo Serrano
Beneficiário:Bianca Carla Silva Campitelli de Barros
Instituição Sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07467-1 - CeTICS - Centro de Toxinas, Imuno-Resposta e Sinalização Celular, AP.CEPID
Assunto(s):Proteômica   Imuno-histoquímica   Peptidômica   Venenos de serpentes   Antivenenos   Bothrops jararaca   Músculos   Plasma (líquidos corporais)   Modelos animais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bothrops jararaca venom | Imunohistochemistry | Mouse blood plasma | Mouse muscle tissue | Peptidomics | Proteomics | Proteômica/Imunohistoquímica

Resumo

O envenenamento por serpentes Viperídeos é um crítico problema de saúde pública no Brasil e é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das mais importantes Doenças Tropicais Negligenciadas, causando alto percentual de invalidez permanente e, frequentemente, óbito. Está bem estabelecido que os efeitos sistêmicos do envenenamento por serpentes do gênero Bothrops incluem hemorragia, coagulopatia, choque e insuficiência renal. No entanto, os mecanismos moleculares envolvidos nesses efeitos são apenas parcialmente conhecidos. Por outro lado, reconhece-se que esses distúrbios são promovidos principalmente por metaloproteinases (SVMP, na sigla em inglês), serinoproteinase (SVSPs, na sigla em inglês), fosfolipases A2 (PLA2, na sigla em inglês) e lectinas do tipo C (CTL, na sigla em inglês). Nesse cenário, a análise proteômica baseada em espectrometria de massas do tecido local e do plasma sanguíneo e a análise imuno-histoquímica são abordagens poderosas para integrar as descobertas de efeitos locais e sistêmicos na patogênese induzida por venenos de serpente. A proposta deste treinamento de pós-doutorado é caracterizar molecularmente os efeitos do veneno de Bothrops jararaca sobre o músculo da coxa e o plasma sanguíneo, em modelo murino, utilizando tecnologias integrativas de espectrometria de massas e imunodetecção de lesões teciduais. Além disso, pelas mesmas abordagens, o impacto do tratamento com antiveneno anti-botrópico, após a injeção do veneno, também será avaliado neste modelo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ASEGA, AMANDA F.; BARROS, BIANCA C. S. C.; CHAVES, ALISON F. A.; OLIVEIRA, ANA K.; BERTHOLIM, LUCIANA; KITANO, EDUARDO S.; SERRANO, SOLANGE M. T.. Mouse skin peptidomic analysis of the hemorrhage induced by a snake venom metalloprotease. Amino Acids, v. 55, n. 9, p. 17-pg., . (21/10570-5, 13/07467-1, 20/12317-2, 10/17328-0, 11/11308-0, 11/16623-1, 10/00206-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.