Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de hidrólise enzimática com alto teor de sólidos de bagaço de cana-de-açúcar pré-tratado por processo assistido por cavitação hidrodinâmica empregando combinação de coquetéis enzimáticos

Processo: 21/09430-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Júlio César dos Santos
Beneficiário:Maria Laura Silva Cunha
Supervisor no Exterior: Solange Ines Mussatto Dragone
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Local de pesquisa: Technical University of Denmark (DTU), Dinamarca  
Vinculado à bolsa:20/16638-8 - Avaliação da produção de etanol 2G a partir de bagaço de cana-de-açúcar pré-tratado por processo oxidativo assistido por cavitação hidrodinâmica: condições de pré-tratamento e uso de sistema de hidrólise e fermentação simultâneas com colunas interligadas, BP.IC
Assunto(s):Bagaço de cana-de-açúcar   Biorrefinarias   Hidrólise enzimática   Biotecnologia

Resumo

Preocupações quanto aos impactos negativos do uso de fontes de carbono e energia não renováveis levaram a pesquisas sobre processos tecnológicos e produtos mais sustentáveis. Nesse contexto, as biorrefinarias de segunda geração são alternativas importantes que incluem a utilização de biomassas lignocelulósicas. Para que a fração de carboidratos dos materiais lignocelulósicos seja utilizada nos processos biotecnológicos, o desenvolvimento de tecnologias como a hidrólise enzimática para a produção de glicose a partir da fração de celulose são necessárias. Porém, o uso de coquetéis enzimáticos caros prejudica a viabilidade econômica das biorrefinarias. Assim, o projeto visa a obter açúcares fermentescíveis a partir do bagaço de cana-de-açúcar utilizando novos coquetéis enzimáticos durante a etapa de hidrólise. Esses coquetéis irão incluir a preparação comercial da empresa Novozymes Cellic Ctec 2, suplementado com diferentes LPMOs. A proposta corresponde a uma parceria entre os laboratórios do Dr. Julio César dos Santos (Escola de Engenharia de Lorena, Universidade de São Paulo, Brasil) e da Dra. Solange I. Mussatto (Technical University of Denmark, Dinamarca). O primeiro irá providenciar bagaço de cana-de-açúcar pré-tratado para os experimentos realizados na Dinamarca, onde diferentes condições do processo enzimático serão avaliadas, aplicando diferentes combinações de enzimas contendo LPMOs, tanto em frascos quanto em um biorreator de bancada de 3L. Espera-se que os resultados obtidos contribuam com a viabilidade econômica das biorrefinarias ao desenvolver um processo de hidrólise enzimática de alta eficiência com preparações enzimáticas alternativas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)