Busca avançada
Ano de início
Entree

Derivação e produção de gametas in vitro a partir de células tronco pluripotentes induzidas suínas (piPSCs)

Processo: 21/08095-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Fabiana Fernandes Bressan
Beneficiário:Naira Caroline Godoy Pieri
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/26818-5 - Investigação de mecanismos celulares e moleculares da aquisição da toti- e pluripotência induzida in vitro - modelo translacional, AP.JP
Assunto(s):Células germinativas   Células-tronco pluripotentes   Gametas   Suínos   Reprogramação celular

Resumo

As células germinativas são a fonte da totipotência, reprodução, herança e evolução dos organismos. Os oócitos são um tipo de célula singular que confere ao núcleo totipotência, após a fertilização. Além disso, essas células são capazes de gerar um novo indivíduo e contribuir para diversidade genética. Por esse motivo, muitos estudos objetivam esclarecer os mecanismos fundamentais do desenvolvimento das células germinativas, e para isso, diversos modelos in vitro vem sendo utilizadas, ainda que em sua maioria, em humanos e camundongos. Um dos modelos mais promissores para a reconstituição in vitro da oogênese é por meio das células-tronco pluripotentes, que podem produzir oócitos funcionais. Tal tecnologia apresentou grandes novos avanços principalmente em modelos de camundongos, e mais recentemente em humanos. No entanto, em outras espécies de animais domésticos como suínos, nunca foi reportada. Neste contexto, este estudo visa, de forma inédita, a criação de um modelo translacional capaz de produzir células germinativas maduras in vitro a partir de células tronco pluripotentes induzidas suínas (piPSCs). Para isto, as piPSCs serão inicialmente diferenciadas em células germinativas primordiais (pPGCLCs) e em seguida, em gametas maduros por meio do sistema de cultivo rOvary, descrita em camundongos. Todas as células serão analisadas quanto à morfologia, expressão gênica, proteica e modificações epigenéticas durante diferentes períodos do cultivo. Os resultados gerados nessa proposta podem de maneira inédita contribuir para a geração de um modelo vantajoso que permita compreender os processos básicos da gametogênese e fecundação, em suínos, e em consequência, de outros animais domésticos. Além disso, possibilitará a aplicação com uma fonte alternativa de oócitos para reprodução, uma vez que aplicabilidade na produção de oócitos suínos in vitro é baixa. De tal modo, o sucesso desta técnica possibilitará um melhoramento nas áreas de reprodução animal, transgenia, clonagem ou xenotransplante, além da agropecuária de precisão, principalmente na diminuição do intervalo entre gerações, tornando mais rápida a aquisição de um rebanho geneticamente superior e na produção de animais resistentes a doenças. Por fim, objetiva-se avaliar a eficácia do modelo de suínos em estudos futuros na área de biotecnologia, relacionadas com defeitos das células germinativas ou de outras doenças que causem a infertilidade ou falta de gametas funcionais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)