Busca avançada
Ano de início
Entree

Oogênese em espécies de Cubozoa: a morfologia das gônadas femininas é diferente entre espécies com fertilização interna e externa?

Processo: 21/09739-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 13 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 12 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Marques
Beneficiário:Jimena Garcia Rodriguez
Supervisor no Exterior: Allen Gilbert Collins
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Smithsonian National Museum of Natural History, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:19/01370-2 - Análise comparada das estruturas gonadais de Cubozoa no contexto da evolução de Medusozoa (Cnidaria), BP.DR
Assunto(s):Cnidários   Histologia   Reprodução

Resumo

Os padrões reprodutivos em Medusozoa (Cnidaria) são diversos. Esse subfilo, composto por quatro classes (Hydrozoa, Scyphozoa, Staurozoa e Cubozoa), possui ciclo de vida metagenético, com reprodução sexuada predominantemente realizada na fase de medusa. No entanto, muitos aspectos da reprodução sexuada neste clado são desconhecidos. Em meu projeto de doutorado, tenho estudado a variação do tamanho do ovo dentro do Medusozoa e sua correlação com processos da história de vida (estratégias reprodutivas, modos de fertilização) e condições ambientais (temperatura e profundidade), a fim de elucidar os processos evolutivos da reprodução sexual neste grupo. Um dos focos deste trabalho também foi documentar a oogênese, a formação de gônadas femininas, em Cubozoa, incluindo uma nova descrição da oogênese em uma espécie do Brasil.Este estágio ajudará na documentação da reprodução sexuada em Cubozoa, que contém cerca de 50 espécies descritas. Esta proposta de estágio tem como objetivo testar se os padrões morfológicos das gônadas femininas podem ser inferidos pelo modo de fertilização (externa ou interna), além de estudar a oogênese e a variação do tamanho dos ovos de espécies em espécimes femininos disponíveis no extenso acervo do Museu Nacional da Natureza. História (NMNH), Smithsonian Institution (Washington DC, Estados Unidos). Durante este estágio, eu analisaria gônadas femininas de diferentes famílias e modos de fertilização, comparando os padrões de morfologia das gônadas e a variação do tamanho dos ovos entre os cubozoários. Ao acessar a rica coleção de cubozoários do NMNH, que é provavelmente a maior do mundo, este estágio irá mitigar a escassez de dados sexuais disponíveis para esta classe mediante preparações histológicas. Este projeto também continuará e expandirá as colaborações Brasil-Estados Unidos com o Dr. Allen Collins, um colaborador de longa data do laboratório e especialista em estudos comparativos e evolutivos em cnidários.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)