Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel de miRNAs relacionado à nefrotoxicidade induzida por cisplatina in vitro

Processo: 21/08205-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 02 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 01 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Patricia Moriel
Beneficiário:Nadine de Godoy Torso
Supervisor no Exterior: Luis Salazar Navarrete
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de La Frontera (UFRO), Chile  
Vinculado à bolsa:19/20010-7 - MicroRNAs como possíveis preditores de nefrotoxicidade induzida pela cisplatina em pacientes com câncer de cabeça e pescoço, BP.MS
Assunto(s):Farmacogenética   Epigênese genética   Cisplatino   MicroRNAs   Técnicas in vitro

Resumo

A cisplatina é um antineoplásico altamente eficaz, porém seu uso é limitado devido às suas reações adversas, principalmente a nefrotoxicidade. Portanto, existe a necessidade de identificar moléculas biomarcadoras de nefrotoxicidade, uma vez que os marcadores patológicos clássicos apresentam baixa sensibilidade e especificidade. Entre os biomarcadores propostos nos últimos anos, um dos mais promissores é o miRNA. Em estudo recente realizado em nosso grupo, a técnica de sequenciamento foi utilizada com amostras de miRNAs de plasma e urina extraídas de 6 participantes tratados com cisplatina que apresentaram nefrotoxicidade, e de 6 participantes que não apresentaram nefrotoxicidade após o tratamento (que constituíram o grupo casos e controles, respectivamente). Cinco miRNAs que tiveram fold regulation (FR)> 10 ou <-10 foram selecionados para avaliar seu comportamento in vitro. Além disso, avaliando a literatura atual, um sexto miRNA também foi selecionado. Acreditamos que esses miRNAs seriam possíveis biomarcadores da nefrotoxicidade induzida pela cisplatina. Portanto, o objetivo deste estudo será avaliar, in vitro, o papel dos seis miRNAs (hsa-miR-6729-5p, hsa-miR-1238-5p, hsa-miR-4706, hsa-miR-6805- 5p, hsa-miR-4322, hsa-miR-21-5p) possivelmente relacionado à nefrotoxicidade induzida por cisplatina. Os seis miRNAs serão avaliados no TargetScan em combinação com a análise de bioinformática da Ingenuity Pathway Analysis para selecionar genes potencialmente relacionados à nefrotoxicidade. A interação entre o miRNA e a região 3'UTR do alvo selecionado será avaliada pelo ensaio da luciferase, e a região 3'UTR será clonada no vetor pmirGLO (Promega, Madison, Wi, EUA), de acordo com as instruções fabricante. O plasmídeo hRluc-neo contendo a região de codificação da luciferase de Renilla será usado como um controle repórter para normalização. No celular HEK293, miRNAs mimetizadores e o vetor repórter luciferase serão co-transfectados usando Lipofectamine 2000 (Invitrogen, Carlsbad, CA, EUA). A atividade da luciferase será testada usando o Dual-Glo® Luciferase Assay System Kit (Promega, Madison, Wi, EUA), de acordo com as instruções do fabricante. Os resultados serão expressos como atividade relativa da luciferase. As variáveis contínuas serão testadas primeiro para avaliar a distribuição do valor e depois comparadas entre os grupos usando o teste t ou o teste de Mann-Whitney. Dados pareados (dados prospectivos) de mais de 2 pontos serão analisados usando o teste de Friedman. P <0,05 será considerado estatisticamente significativo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)