Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de biomarcadores em indivíduos expostos a agrotóxicos: uma abordagem exposômica

Processo: 20/09557-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Henrique César Santejo Silveira
Beneficiário:Luiza Flavia Veiga Francisco
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24069-3 - Do biomonitoramento ao reconhecimento de assinaturas do exposoma humano visando antecipar riscos para uma saúde contínua, AP.TEM
Assunto(s):Agrotóxicos   Exposição ocupacional   Metilação de DNA   Micronúcleo   MicroRNAs

Resumo

O aumento da contaminação ambiental em grande parte está relacionado com as atividades antrópicas. Uma importante fonte desta contaminação é a agricultura. A quantidade de agrotóxicos utilizados nesta produção tem aumentado devido à maior demanda de alimentos decorrente do crescimento populacional. Os resíduos destes produtos contaminam o solo, ar e a água e, com isso, apresentam risco direto ou indireto a saúde humana e ambiental. A exposição aguda e crônica aos agrotóxicos está relacionada com diversos efeitos negativos à saúde humana, dentre eles, o aumento de risco de cânceres, como o Linfoma não-Hodgkin. Apesar das diferentes vias de exposição, a população mais susceptível aos efeitos dos pesticidas, são os indivíduos ocupacionalmente expostos a eles. Diante disso, este estudo tem como objetivos: 1) analisar a concentração de agrotóxicos na urina de indivíduos sem câncer expostos e não expostos aos agrotóxicos; 2) avaliar a instabilidade genômica em indivíduos sem câncer expostos e não expostos; e 3) determinar o perfil de expressão de microRNAs (miRNAs) em pacientes com Linfoma não-Hodgkin e indivíduos sem câncer expostos e não expostos a agrotóxicos pela tecnologia NanoString; 4) Os miRNAs apontados como biomarcadores tanto nos indivíduos saudáveis quanto nos pacientes, serão validados por meio da tecnologia de PCR digital; 5) Avaliar o perfil de metilação do DNA no plasma do sangue de indivíduos com e sem câncer por meio da metodologia de RRBS. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)