Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da retificação cilíndrica do aço VP50 com aplicação de MQL e rebolo de óxido de alumínio

Processo: 21/08549-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Processos de Fabricação
Pesquisador responsável:Eduardo Carlos Bianchi
Beneficiário:Benício Nacif Ávila
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Retificação   Usinagem   Óxido de alumínio   Fluidos de corte e usinagem   Técnica de emissão acústica   Microscopia óptica

Resumo

Atualmente, as empresas têm buscado cada vez mais melhorar a eficiência dos processos, a fim de garantir a sua competividade de mercado. Na indústria, essa necessidade de otimização surge a partir da fabricação novos materiais e produtos, alinhados com técnicas sustentáveis e seguras. Nessa perspectiva, o aço VP50 é um material fabricado especialmente para a produção de moldes na injeção de termoplásticos. Contudo, a usinagem final desse aço, em especial a sua retificação, pode se tornar algo difícil e altamente oneroso. Dessa forma, é fundamental determinar as melhores condições de retificação para esse aço. A aplicação de fluidos de corte durante usinagem pode trazer bons resultados para a superfície final, entretanto, os gastos financeiros e os prejuízos ambientais e à saúde dos operadores também devem ser levados em consideração. Pensando nisso, a técnica de mínima quantidade de lubrificação (MQL) é uma boa alternativa para reduzir essas desvantagens, já que utiliza uma quantidade pequena de fluido de corte associada a um jato de ar comprimido. Outra alternativa, consiste em usinar o material sob baixas velocidades de mergulho, o que melhora acabamento da superfície, apesar do maior tempo de fabricação. Assim, esta pesquisa tem por objetivo avaliar o desempenho da retificação do aço para molde VP50 sob a técnica MQL e o método convencional de lubrirrefrigeração, utilizando o rebolo de óxido de alumínio (Al2O3) e três velocidades de mergulho: 0,25; 0,50 e 0,75 mm/min. As variáveis de saída estudadas, serão: rugosidade média aritmética (Ra), desvio de circularidade, desgaste diametral do rebolo (relação-G), microdureza (HV), microscopia óptica, força tangencial de corte e emissão acústica. Por fim, esse trabalho visa ampliar os conhecimentos na área de retificação, em especial na retificação do aço para molde, que ainda é um tema escasso na indústria de abrasivos, além de promover a expansão da ciência e o avanço na solução de problemas da sociedade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)