Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho do herbicida diquate associado com adjuvantes na deposição, otimização de dose e resistência a chuva simulada em plantas de amendoim-bravo (Euphorbia heterophylla)

Processo: 21/05159-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Evandro Pereira Prado
Beneficiário:João Miguel Bacci Ramos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologias de aplicação de agrotóxicos   Controle químico   Análise de regressão

Resumo

Esse estudo tem como objetivo avaliar o desempenho de quatro tipos de adjuvantes (polioxietileno alquil fenol éter, copolímero poliéter polimetil siloxano, óleo mineral e éster metílico de óleo de soja) nos depósitos da pulverização, otimização de dose e resistência a chuva simulada após aplicação do herbicida diquate em plantas de amendoim-bravo (Euphorbia heterophylla). A verificação dos depósitos da pulverização será realizada pela pulverização do corante alimentício Azul Brilhante associado com o herbicida e os adjuvantes. Os valores de deposição em µL g-1 de massa seca da parte aérea (MSPA) serão submetidos à ANOVA e as médias comparadas pelo teste SNK (p<0,05). Os dados de uniformidade de distribuição serão ajustados à regressão pelo modelo Logístico. Para verificar o efeito dos adjuvantes no controle de E. heterophylla será pulverizado o herbicida diquate nas doses de 3600; 1200; 400; 133; 44; 15; 5 e 0 (testemunha sem herbicida) g do i.a. ha-1. As avaliações serão constituídas pelo controle visual e MSPA. Serão elaboradas curvas dose-resposta utilizando o modelo log-logístico pelo programa estatístico R. Os tratamentos serão comparados pelos valores de C50 e 90 (dose necessária para proporcionar 50 e 90% de controle ou redução de 50 e 90% da MSPA). A resistência da chuva simulada com intensidade de 10 mm aos 10; 20; 40; 120; 240 e 480 minutos após a pulverização será avaliada pelo controle visual e MSPA sendo as médias dos tratamentos comparadas pelo teste SNK (p<0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)