Busca avançada
Ano de início
Entree

Como empresas de grande porte instaladas no Brasil capturaram o conhecimento disperso para alimentar seus programas de gestão de riscos corporativos e gestão de crises corporativas na pandemia e pós-pandemia do COVID-19?

Processo: 21/10089-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Pesquisador responsável:Fábio Lotti Oliva
Beneficiário:Lucas Israel Oliveira Testi
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/10082-8 - Como empresas de grande porte instaladas no Brasil capturaram o conhecimento disperso para alimentar seus programas de gestão de riscos corporativos e gestão de crises corporativas na pandemia e pós-pandemia do COVID-19?, AP.R
Assunto(s):Gestão do conhecimento   Conhecimento disperso   Gestão de riscos corporativos   Pandemias   COVID-19   Pós-pandemia

Resumo

Objetivo: A dimensão da pandemia da Covid-19 exigiu das empresas uma habilidade adicional para reunir informações dispersas, se adaptar e responder. Assim, o objetivo deste estudo será entender como, no contexto da pandemia da Covid-19, grandes corporações multinacionais instaladas no Brasil, capturaram conhecimentos dispersos e os utilizaram para alimentar seus programas de Gestão de Riscos Corporativos e de Gestão de Crises Corporativas. Projeto/metodologia/abordagem: A partir da tríade conceitual formada por Gestão do Conhecimento, Gestão de Riscos Corporativos e Gestão de Crises Corporativas, será desenvolvida uma pesquisa qualitativa, pelo método de estudo de casos múltiplos (MILES et al., 2014), e utilizando preceitos de Design Science Research (ROMME, 2003) para atingir ao objetivo proposto. Para isso, serão entrevistados executivos seniores de cinco empresas multinacionais de grande porte instaladas no Brasil. As respostas serão submetidas ao método de análise de conteúdo (BARDIN, 2010), para alcançar uma compreensão profunda sobre o contexto experienciado pelas organizações durante e após a pandemia do Covid-19. Implicações teóricas: A pesquisa será suportada nas teorias: da Memória Transativa (WEGNER, 1986), da Espiral do Conhecimento (NONAKA; TAKEUCHI, 1995), de Ambiente de Negócios (OLIVA, 2016), de Barreiras à Gestão do Conhecimento (OLIVA, 2014). Ao final, será proposto um novo modelo de Gestão do Conhecimento Disperso voltado a proteção das organizações. Implicações práticas: O novo modelo de Gestão do Conhecimento Disperso terá alto potencial de aplicação prática no sentido de auxiliar as organizações e seus gestores em futuras crises. Originalidade/valor: Praticamente, inexistem estudos anteriores que tenham abordado de forma integrada a tríade conceitual acima referida, nem que, a partir delas, tenha desenvolvido uma pesquisa sobre Gestão do Conhecimento Disperso em contextos de pandemia, o que permitirá obter um conhecimento profundo sobre o assunto e desenvolver conhecimentos com potencial de expandir o estado da arte em Gestão do Conhecimento Disperso.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)