Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da ventilação natural e salubridade do ar em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde

Processo: 21/10360-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Márcio Minto Fabricio
Beneficiário:Ana Clara de Almeida Xavier
Instituição-sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/12141-1 - Projeto baseado em evidências no contexto do controle da pandemia de COVID-19, AP.R
Assunto(s):Arquitetura hospitalar   Qualidade do ar interno   Ventilação natural   Conforto ambiental

Resumo

A ventilação natural é uma das principais estratégias para o alcance do conforto térmico em países de clima quentee úmido, como a maior parte do território brasileiro. Atualmente, em virtude da presença do vírus SARS-Cov-2 aimportância da ventilação para a salubridade do ar tem se destacado. Diversos estudos apontam o potencial detransmissão destes vírus em ambientes lotados e mal ventilados, o que significa que o ar não está sendo trocado,diluído ou filtrado, ressaltando a importância de ambientes com uma melhor ventilação. Em ambientes hospitalares,a ventilação natural pode ser utilizada em ambientes com baixo risco de infecção. Embora existam evidências dainfluência positiva da ventilação na recuperação de pacientes, a RDC 50 recomenda o uso de sist emas decondicionamento artificial, justificando a necessidade para promover maior conforto térmico aos pacientes, manterestáveis as condições de pressão, controlar riscos de doenças transmitidas pelo ar e preservar a qualidade dosmedicamentos armazenados. No entanto, edifícios condicionados artificialmente apresentam grande impactoambiental, requerem maiores custos com manutenção e operação e aumentam a sensação de enclausuramento edesconexão com o ambiente externo. Além disso, em função da presença desta nova doença respiratória, comindícios de transmissão pelo ar, ambientes climatizados que não possuem sistema de adequado de renovação etratamento de ar tornam-se fatores de riscos, podendo contribuir para o aumento na transmissão desta doença. Aconjuntura atual demanda uma revisão do que é aceitável, pois convive-se atualmente com uma pandemia de umadoença respiratória grave, com fortes indícios de transmissão aérea e não somente por contato, como imaginava-seoriginalmente. Sendo assim, esse projeto tem por objetivo analisar estratégias de ventilação natural emestabelecimentos assistenciais de saúde visando melhorar a qualidade do ar nos ambientes internos. Tem-se comoestudo de caso o Hospital Escola de São Carlos, projetado pelo arquiteto Lelé, mundialmente conhecido porincorporar estratégias de ventilação natural em seus edifícios. No entanto, este edifício sofreu diversas alterações noseu sistema de ventilação natural, originalmente projetado pelo referido arquiteto. Serão avaliados: o projeto original;as alterações que foram realizadas e, posteriormente, propostas de melhorias para a ventilação natural dos ambientesinternos. A metodologia utilizada é simulação computacional com base em Dinâmica dos Fluidos Computacional(CFD). Objetiva-se criar evidências para o desenvolvimento de futuros edifícios hospitalares, incorporando aventilação natural e, assim, melhorando a salubridade do ar interno.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)