Busca avançada
Ano de início
Entree

Descoberta de anticorpos monoclonais humanos (scFv) com reatividade cruzada e pH-dependentes para as metaloproteases de Bothrops spp

Processo: 20/13176-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Eliane Candiani Arantes Braga
Beneficiário:Isadora Sousa de Oliveira
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):22/08964-8 - Descoberta de anticorpos monoclonais humanos (scFv) com reatividade cruzada e pH-dependentes para as metaloproteases de Bothrops spp., BE.EP.PD
Assunto(s):Toxinas em animal   Antivenenos   Venenos   Anticorpos monoclonais   Metaloproteases   Bothrops   Soro   Phage display
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bothrops | Cross-reatividade | metaloprotease | phage display | pH-dependente | ScFv | Toxinas Animais e Antivenenos

Resumo

Os acidentes ofídicos acometem um grande número de indivíduos em todo o mundo, mas apresentam destaque nos países subtropicais e tropicais, causando um grande número de mortes, sequelas e deformidades. Assim, o ofidismo foi novamente incluído na lista de Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) em 2017. No Brasil, estes acidentes são causados em sua maioria por serpentes do gênero Bothrops (~68% em 2019), o qual é representado por 27 espécies distribuídas por todo o território nacional. As peçonhas botrópicas são compostas majoritariamente por metaloproteases (~30-70%), fosfolipases (PLA2, ~7-40%) e serinoproteases (~2-24%), variando quantitativamente entre as espécies. Estes componentes fazem com que as peçonhas sejam hemorrágicas, proteolíticas e coagulantes, características que são responsáveis por muitas de suas manifestações locais e sistêmicas. O tratamento para estes envenenamentos é a administração de soro antiofídico heterólogo, no caso, antibotrópico, ou soros mistos. Entretanto, ainda existem várias desvantagens quanto a sua utilização, visto que podem desencadear reações de hipersensibilidade, como anafilaxia e Doença do Soro. Assim, novas tecnologias para a produção de antivenenos vem se tornado essenciais para o aprimoramento de antivenenos, como é o caso da técnica de phage display, que permite a seleção de anticorpos totalmente humanos contra os mais variados antígenos. De fato, esta metodologia já vem sendo utilizada para produzir anticorpos monoclonais humanos específicos e neutralizantes para diferentes toxinas de escorpiões, abelhas e serpentes. No caso de serpentes do gênero Bothrops, apenas anticorpos monoclonais humanos específicos para PLA2 foram até o momento produzidos através desta técnica. No entanto, ainda são necessários vários esforços pré-clínicos e clínicos para que estes novos anticorpos monoclonais possam ser comercializados e utilizados como terapêutica. Este projeto de pesquisa busca a seleção e produção de anticorpos monoclonais humanos do tipo fragmentos variáveis de cadeia única (single-chain fragment variable, scFvs), através da técnica de phage display, capazes de reconhecer e neutralizar metaloproteases de peçonhas botrópicas. Ainda o projeto irá produzir anticorpos aprimorados, ou seja, estes deverão apresentar dependência de pH e reatividade cruzada para metaloproteases de diferentes espécies botrópicas, constituindo um soro antibotrópico de nova geração. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ISADORA SOUSA DE OLIVEIRA; LARISSA SOARES CARDOSO; ISABELA GOBBO FERREIRA; GABRIEL MELO ALEXANDRE-SILVA; BEATRIZ DE CÁSSIA DA SILVA JACOB; FELIPE AUGUSTO CERNI; WUELTON MARCELO MONTEIRO; UMBERTO ZOTTICH; MANUELA BERTO PUCCA. Anti-vaccination movements in the world and in Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 55, . (20/13176-3)
BERNARDE, PAULO SERGIO; PUCCA, MANUELA BERTO; MOTA-DA-SILVA, AGEANE; DA FONSECA, WIRVEN LIMA; DE ALMEIDA, MARLLUS RAFAEL NEGREIROS; DE OLIVEIRA, ISADORA SOUSA; CERNI, FELIPE AUGUSTO; GOBBI GRAZZIOTIN, FELIPE; SARTIM, MARCO A.; SACHETT, JACQUELINE; et al. Bothrops bilineatus: An Arboreal Pitviper in the Amazon and Atlantic Forest. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 12, . (20/13176-3, 16/50127-5)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.