Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de um novo modelo animal de Diabetes Mellitus Tipo 2 induzidos por dieta hiperlipídica, envelhecimento e Estreptozotocina

Processo: 21/08948-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Eliana Pereira de Araujo
Beneficiário:Renan de Medeiros Bezerra
Instituição-sede: Faculdade de Enfermagem. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade   Diabetes mellitus   Envelhecimento   Dieta hiperlipídica   Cicatrização   Estreptozotocina   Caspase 8   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Modelos animais

Resumo

A obesidade é uma doença crônica, progressiva e um importante fator de risco para o desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2. O diabetes afeta mais de 422 milhões de pessoas no mundo e com o envelhecimento da população a prevalência aumentou dramaticamente. Estudos por genes contribuintes para o desenvolvimento dessas doenças deixam claro o quanto é complexo a fisiopatologia de doenças crônicas e multifatoriais como Diabetes Mellitus Tipo 2 e obesidade. Modelos animais que mimetizem o que ocorre em humanos são desejáveis para entender os mecanismos fisiopatológicos em busca de possíveis tratamentos. Existem diversos modelos disponíveis para investigar a fisiopatologia destas doenças, porém, todos com limitações. Estudo piloto, no qual estudamos a pele de camundongos C57BL/6 obesos envelhecidos e com diabetes, verificamos aumento significativo da Caspase 8 nos obesos e diminuição da Arginase 1 em diabéticos quando comparado ao controle, o que sugere que a via do apoptose está modulada na pele dos diferentes modelos. Nesse sentido, vislumbramos a necessidade de caracterizar o modelo animal de obesidade, envelhecimento e diabetes induzido por Estreptozotocina quanto a alterações metabólicas e moleculares. Para isso, camundongos C57BL/6 serão divididos aleatoriamente em grupos controle, dieta hiperlipídica e dieta hiperlipídica com indução de diabetes por Estreptozotocina. Além disso, os animais serão avaliados quando jovens (8 semanas) e envelhecidos (7 meses) quando serão submetidos ao ipITT, ipGTT, controle de peso/ingestão alimentar e extração de tecidos (pele, fígado, pâncreas, músculo e tecido adiposo branco) para análise de transcritos por PCR em tempo real e imuno-marcações relativas à via de sinalização da insulina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)