Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da viabilidade técnico-econômica e ambiental da produção integrada de biogás a partir da codigestão anaeróbia de resíduos orgânicos na região Centro-Sul do Brasil

Processo: 21/08268-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Betânia Hoss Lunelli
Beneficiário:João Mário de Souza Rossitti
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias. Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Energia renovável   Biogás   Tratamento biológico   Bioprocessos   Resíduos urbanos   Resíduos orgânicos

Resumo

Aproveitar os resíduos para produzir energia parece ser uma das opções mais atraentes para o fornecimento futuro de energia. Permitindo com isso, lidar com dois desafios globais, que são os crescentes níveis de resíduos gerados devido ao aumento da população mundial e da urbanização, e a mitigação de emissões de gases de efeito estufa impulsionadas pelo uso de combustíveis fósseis. O território brasileiro abriga quase todos os tipos possíveis de fontes primárias para geração de energia e o País tem avançado em comparação aos seus pares globais na busca por níveis mais baixos de emissão de carbono. Frente a esse novo cenário, fontes não convencionais como o biogás produzido a partir de resíduos urbanos e agroindustriais, acabaram ganhando um maior destaque na sua participação na matriz energética brasileira. Porém, com a necessidade de melhorar o atual desenvolvimento tecnológico brasileiro, em termos de geração e uso das energias renováveis, adequando-o para a geração em uma escala efetiva, segura e competitiva. Dentre as alternativas existentes, a digestão anaeróbia representa uma tecnologia com soluções conectadas as crescentes necessidades de desenvolvimento sustentável, uma vez que ela pode ser empregada tanto no tratamento de resíduos (fração orgânica) quanto na produção de bioenergia, além de contribuir para redução da emissão de gases de efeito estufa e da disposição de resíduos biodegradáveis em aterros sanitários. Resíduos agropecuários, resíduos sólidos urbanos (domiciliar e público), biomassa e dejetos animais estão entre as fontes mais importantes para geração de biogás. Levando isso em consideração, esse projeto de Iniciação Científica tem como objetivo avaliar a viabilidade técnico-econômica e ambiental da produção integrada de biogás a partir da codigestão anaeróbia de resíduos orgânicos. Para o desenvolvimento deste estudo serão considerados dois cenários. No primeiro cenário será considerada a codigestão de resíduos urbanos domésticos, gerados em algumas regiões metropolitanas do Estado de São Paulo, com a vinhaça da cana-de-açúcar, um subproduto da produção de etanol. No segundo cenário, será considerada a codigestão de resíduos urbanos domésticos, gerados em algumas cidades (> 200 mil habitantes) da região Sul do país, com dejetos provenientes da suinocultura. Com os resultados desse estudo buscar-se-á avaliar a redução dos impactos ambientais relacionados à emissão de gases de efeito estufa, através da utilização desses resíduos na produção de biogás, bem como, avaliar o potencial de produção de biogás na região Centro-Sul do Brasil. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)