Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do oceano na variabilidade da célula de Hadley nos últimos 2000 anos

Processo: 21/04596-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilana Elazari Klein Coaracy Wainer
Beneficiário:Paulo Sérgio da Silva Júnior
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Zona de convergência intertropical

Resumo

As atividades humanas dependem fortemente das condições climáticas, em particular dos padrões de precipitação, que são cruciais para a agricultura e disponibilidade de recursos hídricos, por exemplo. Por outro lado, eventos extremos de precipitação, assim como longos períodos de seca, trazem severos impactos econômicos e sociais. Nas regiões tropicais, a Circulação de Hadley desempenha um importante papel no controle dos padrões de precipitação, uma vez que a ela está ligado o posicionamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que também é um dos principais componentes do Sistema de Monsões da América do Sul (SAMS). A posição da ZCIT sobre o oceano é ligada ao padrão de temperatura da superfície do mar (TSM) e ao transporte líquido de calor para no norte no Oceano Atlântico, desempenhado por sua Circulação de Revolvimento Meridional (CRMA). A redistribuição desse calor pela atmosfera requer portanto que a posição média da ZCIT seja deslocada para o norte do equador. Assim, mudanças no transporte de calor e padrões de TSM na região tropical podem trazer impactos no hidroclima dos continentes adjacentes, através de sua influência no posicionamento das Células de Hadley. Além da variabilidade da TSM, outros fatores como a concentração de gases do efeito estufa (GEE), depleção do ozônio estratosférico e poluição já foram apontados como fatores que contribuíram para a expansão nas últimas décadas da região tropical marcada pelos limites subtropicais das Células de Hadley. Considerando a estreita relação entre a Circulação de Hadley, a CRMA e seus impactos na precipitação, assim como sua variabilidade interna e sensibilidade à forçantes naturais e antrópicas, esse projeto busca estudar a variabilidade das Células de Hadley em conexão com a CRMA e seus impactos no hidroclima da região tropical nos últimos 2K anos e no futuro. Serão investigados os mecanismos por trás dessa variabilidade considerando tanto forçantes naturais como antrópicas (GEE, ozônio estratosférico e aerossois troposféricos). Serão utilizadas simulações da Fase 6 do Projeto de Intercomparação de Modelos Acoplados (CMIP6), bem como do AMIP (Projeto de Intercomparação de Modelos Atmosféricos), do modelo IPSL-CM6A-VLR e reanálises. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)