Busca avançada
Ano de início
Entree

MicroRNAs exossomais derivados do músculo esquelético no tratamento de doenças associadas à obesidade

Processo: 20/02590-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Alice Cristina Rodrigues
Beneficiário:Alice Cristina Rodrigues
Anfitrião: Frank John Slack
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Assunto(s):Endocrinologia   Tecido adiposo   MicroRNAs   Vesículas extracelulares   Obesidade   Dieta hiperlipídica

Resumo

A taxa de obesidade mundial aproximadamente dobrou desde 1980, com mais de 200 milhões de homens adultos obesos e um pouco menos de 300 milhões de mulheres adultas obesas. Os efeitos metabólicos e anatômicos do excesso de adiposidade pode levar ao desenvolvimento de diabetes tipo 2, doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA), dislipidemia e pressão arterial alta. Exercício físico, mudanças na dieta e comportamentais são intervenções não farmacológicas na prevenção e manejo da obesidade e doenças relacionadas a obesidade. Apesar de serem conhecidos os benefícios de se exercitar, os mecanismos moleculares que correlacionam a prática de exercício com a melhora da resistência à insulina e da DHGNA não são totalmente elucidados. Desde a descoberta que miocinas são produzidas pelo músculo esquelético em contração e podem ter ação autócrina, parácrina ou endócrina, ficou claro que a prática de exercício pode exercer influência na comunicação entre o músculo esquelético e tecidos distais. Recentemente foi demonstrado que microRNAs exossomais derivados do tecido adiposo podem ter ação na regulação da expressão gênica hepática, isso levantou a hipótese de que esse fenômeno não seja restrito a interação entre tecido adiposo e fígado. Deste modo, o objetivo deste estudo é avaliar em um modelo animal de obesidade induzida por dieta hiperlipídica e exposta ao exercício físico se microRNAs exossomais derivados de músculo esquelético podem ter ação na regulação da expressão gênica no tecido adiposo e fígado resultando em melhora da obesidade e de doenças relacionadas à obesidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)