Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade da matéria orgânica e carbono no solo em cultivo de milho com forrageiras em função da adubação nitrogenada

Processo: 21/05167-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Ciro Antonio Rosolem
Beneficiário:Laudelino Vieira da Mota Neto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/15230-5 - Centro de Pesquisa e Inovação de Gases de Efeito Estufa - RCG2I, AP.PCPE
Assunto(s):Matéria orgânica do solo   Estoque de carbono   Sequestro de carbono   Milho   Plantas forrageiras   Fertilizantes nitrogenados

Resumo

Compreender o fluxo de carbono (C) é imprescindível à conservação dos solos e gestão da Agricultura no cenário das mudanças climáticas. A dinâmica do C e do nitrogênio (N) em sistemas consorciados é complexa e pouco ainda se sabe a respeito de suas implicações na estabilização, persistência e no fluxo de C nas frações da Matéria Orgânica do Solo (MOS). O objetivo é avaliar o efeito do suprimento de N em consórcio milho-forrageiras na quantidade, qualidade e razão isotópica do C estocado no perfil do solo no tempo. A área experimental vem sendo conduzida desde 2014, sendo os tratamentos: forrageiras (U. ruziziensis, U. brizantha e P. maximum) e doses de N (0, 90, 180 e 270 kg ha-1), sendo milho e forrageiras cultivadas em consórcio no verão. A pesquisa será realizada com amostras de solo coletadas em 2014, 2017, 2019, 2020, 2021 e 2022, na dose 0 e 270 kg ha-1. A razão isotópica e teores de C e N serão determinados na camada de 0,0-0,1, 0,1-0,2 e 0,2-0,4, 0,4-0,6, 0,6-0,8 m. A qualidade da MOS (frações físicas e químicas), grau de humificação e Estoque de C (EC) serão investigadas de 0,0 a 0,4m. Serão determinados os carboidratos estruturais (celulose, hemicelulose e lignina) em amostras de milho e forragem. O aporte de C pelas forrageiras e milho desde 2014 compilado será aplicado em modelo matemático, parametrizando a conversão do C dos resíduos ao C do solo. A produtividade do milho de 2020, 2021 e 2022 serão avaliadas e correlacionadas ao EC e qualidade da MOS. Os dados serão submetidos ao teste de normalidade, análise exploratória (análise de componentes principais), análise de variância e teste de médias, Tukey P<0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)