Busca avançada
Ano de início
Entree

A fauna de vertebrados pleistocênicos-holocênicos do Abismo Ponta Flecha (Vale do Ribeira de Iguape, Iporanga, SP): o potencial papel de grupos humanos em sua formação e as mudanças ao longo do tempo em sua composição

Processo: 21/05877-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:Maria Mercedes Martinez Okumura
Beneficiário:Paulo Ricardo de Oliveira Costa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/23282-5 - Continuidade e mudança em grupos pré-históricos do Vale do Ribeira de Iguape (São Paulo e Paraná): aplicações da teoria evolutiva a bioarqueologia e estudos de cultura material, AP.JP
Assunto(s):Zooarqueologia

Resumo

Remanescentes faunísticos são parte fundamental do estudo de sítios arqueológicos, nos quais questões de dieta, artefatos ósseos e outros aspectos culturais importantes podem ser explorados. Habitado por grupos humanos desde o início do Holoceno, o Vale do Rio Ribeira de Iguape, no sul do estado de São Paulo, apresenta alto potencial paleontológico e zooarqueológico, especialmente devido à presença de um sistema complexo de grutas cársticas, onde esses materiais estão preservados. Apesar desse grande potencial, poucos estudos têm sido desenvolvidos nesse tema na região, explorando potenciais relações entre humanos e outros animais no passado. Uma assembleia faunística composta por vertebrados, proveniente de uma gruta vertical, o Abismo Ponta de Flecha, localizada em Iporanga, será examinada do ponto de vista zooarqueológico com o propósito de reunir dados para interpretação dos processos atuantes na sua gênese, incluindo o potencial papel de grupos humanos em sua formação. A hipótese de que a gênese dessa concentração faunística tenha ocorrido sob influência antrópica provém de um dente de Toxodon com marcas de incisão de origem ainda desconhecida. A análise zooarqueológica proposta neste trabalho tem como objetivo a interpretação da gênese desta concentração a fim de identificar os eventos paleobiológicos e antropológicos atuantes durante a sua formação, assim como potenciais mudanças diacrônicas na composição dessa assembleia, o que pode refletir tanto mudanças ambientais quanto escolhas de grupos humanos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)