Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de copépodes ciclopóides (Crustacea: Maxillopoda) para controle de larvas de mosquitos culicídeos em bandejas acumuladoras de água em geladeiras

Processo: 21/05896-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gilmar Perbiche Neves
Beneficiário:Luana Fraccarolli
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Controle   Copepoda   Dengue

Resumo

Em países tropicais e subtropicais, é recorrente a existência de doenças transmitidas por mosquitos, como a dengue e a febre amarela, que têm a água parada como principal local de proliferação de suas larvas. O Brasil sofre com epidemias de dengue anualmente e, por ser uma virose sem cura ou vacina, tornou-se um problema de saúde pública a ser combatido. O uso de copépodes é uma alternativa que vem sendo estudada para fazer o controle biológico das larvas desses mosquitos culicídeos, como o Aedes aegypti, vetor da dengue e febre amarela no Brasil, por serem de fácil obtenção e baixo custo para altas produções. Os pequenos crustáceos se alimentam das larvas, impedindo que cheguem à vida adulta para transmitir as doenças. O presente projeto vai analisar a eficácia de copépodes ciclopóides no controle de mosquitos culicídeos em bandejas coletoras de água em geladeiras, ambiente de acumulação de água dentro de residências que são propícias para a proliferação das larvas. Serão testadas as densidades de 5 e 15 copépodes por litro nesses ambientes, além do tratamento controle (sem copépodes), com 20 bandejas para cada tratamento, totalizando 60 bandejas e geladeiras. Testar-se-ão as hipóteses de que: 1. A aplicação de copépodes nas bandejas colhedoras de água de refrigeradores ocasionará a ausência de larvas de mosquitos culicídeos nesses ambientes, e 2. A densidade mais elevada de copépodes a ser testada será a mais eficaz no controle dos mosquitos. Os dados serão comparados através de análises estatísticas univariadas e modelos mistos generalizados. Os resultados serão apresentados em eventos científicos especializados e publicados em jornais da área.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)