Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil proteômico e fosfoproteômico da próstata de ratos senescentes expostos a uma mistura de ftalatos durante a gestação e lactação

Processo: 21/06617-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Pesquisador responsável:Wellerson Rodrigo Scarano
Beneficiário:Ariana Musa de Aquino
Supervisor no Exterior: Joern Dengjel
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université de Fribourg, Suíça  
Vinculado à bolsa:19/13823-1 - Identificação de alvos oncogênicos na próstata de ratos expostos a misturas de ftalatos durante o desenvolvimento perinatal: estudo transgeracional, BP.DR
Assunto(s):Desenvolvimento   Transformação celular neoplásica   Próstata

Resumo

Os ftalatos representam uma classe de moléculas detectadas em diferentes concentrações no leite materno, na urina de mulheres grávidas e na placenta humana e de roedores. Estudos anteriores demonstraram que a exposição perinatal a ftalatos isolados aumentou a suscetibilidade à carcinogênese prostática. Assim, o estudo visa investigar o perfil OMICs na próstata ventral (VP) de ratas expostas a uma mistura de ftalatos em diferentes concentrações, com foco em possíveis alvos oncogênicos de animais expostos no período perinatal (F1) , assim como seus descendentes (F2). Para isso, ratas Sprague-Dawley prenhes foram expostas a diferentes concentrações da mistura de ftalatos para simular a baixa exposição (T1: 20µg/kg/dia), ambientalmente relevante; exposição elevada (T2:200mg/kg/dia), exposição ocupacional e não exposição direta (C:controle; veículo). As mulheres grávidas receberam tratamento por gavagem oral do 10º dia de gestação (DG10) ao 21º dia pós-natal (DNP21). Os ratos F1 machos foram sacrificados em três vezes: DPN22, DPN120 e DPN540. Animais expostos que não foram submetidos à eutanásia (F1) foram acasalados com animais não expostos e seus descendentes (F2) foram sacrificados no DPN22. Os VP dos animais F1 e F2 foram coletados para análise proteômica em ambas as gerações, para rastrear possíveis mecanismos moleculares relacionados aos efeitos dos tratamentos. A análise específica para avaliar a próstata senescente (DPN540; F1) para obter dados OMICs será feita no laboratório anfitrião suíço. Adicionalmente, pretendemos comparar os resultados com dados anteriores obtidos de F1 e F2 para análises in silico .

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)