Busca avançada
Ano de início
Entree

Inibidores do checkpoint imunológico: biomarcadores para predição de resposta em pacientes com Câncer de Pulmão de células não pequenas

Processo: 21/08352-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Lidia Maria Rebolho Batista Arantes
Beneficiário:Katiane Tostes
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/07111-9 - Inibidores de checkpoint imunológico: imunofenotipagem e desfecho clínico para predição de resposta no Hospital de Câncer de Barretos, AP.JP
Assunto(s):Imuno-oncologia   Imunofenotipagem   Imunoterapia   Inibidores de checkpoint imunológico   Linfócitos T   Biomarcadores   Carcinoma pulmonar de células não pequenas

Resumo

O Câncer de Pulmão é responsável por 1,6 milhão de mortes por ano, apresentando a maior taxa de mortalidade por Câncer, na qual 85% dos pacientes enquadram-se no grupo de Câncer de Pulmão de células não pequenas. Além da prevenção ao tabagismo, inúmeras terapias sofisticadas vêm sendo aplicadas no tratamento desses pacientes, com destaque para a imunoterapia. A imunoterapia contra o Câncer baseia-se na premissa de que os tumores podem ser reconhecidos e atacados por um sistema imunológico ativado. No entanto, as células tumorais desenvolvem mecanismos para burlar o reconhecimento imune e a resposta. Os checkpoints imunológicos modulam a homeostase de sinais co-estimulatórios e co-inibitórios, que são críticos para manter a tolerância imunológica, além de modular as respostas imunes fisiológicas. Porém, apesar da alta taxa de resposta à imunoterapia, alguns pacientes são refratários à terapia ou adquirem resistência. Assim, a caracterização imune do microambiente tumoral que impulsionam ou impedem respostas efetivas à terapia, é fundamental para a compreensão e expansão do uso da imunoterapia. Portanto, nosso objetivo será investigar marcadores imunológicos capazes de distinguir pacientes respondedores de não-respondedores à terapia com inibidores de checkpoint imunológico em portadores de Carcinoma de pulmão de células não-pequenas (NSCLC). Para isso, serão selecionados 40 pacientes que realizaram tratamento imunoterápico com anti-PD-1/PD-L1 ou anti-CTLA-4 e o perfil imunofenotípico dos inibidores de checkpoints imunológicos será avaliado em linfócitos T de sangue periférico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)