Busca avançada
Ano de início
Entree

Os efeitos dos agrotóxicos (2,4-D e Diuron), isolados e em mistura, sobre Daphnia magna e Danio rerio: uma abordagem de múltiplos parâmetros em escalas locais e de paisagem

Processo: 20/16131-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 15 de setembro de 2021
Vigência (Término): 14 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Evaldo Luiz Gaeta Espindola
Beneficiário:Raquel Aparecida Moreira
Supervisor no Exterior: Julian Blasco Moreno
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), Espanha  
Vinculado à bolsa:17/24126-4 - Efeitos dos pesticidas fipronil e 2,4-d isoladamente e em mistura, sobre espécies nativas da biota aquática neotropical, BP.PD
Assunto(s):Comportamento   Peixes   Ecotoxicologia

Resumo

Apesar dos avanços no campo da Ecotoxicologia, ainda existe uma lacuna significativa de informações sobre a toxicidade de muitos produtos químicos no meio ambiente. Os avanços tecnológicos e conceituais, no entanto, têm possibilitado a utilização de novos métodos e técnicas, permitindo análises mais detalhadas sobre o assunto, como abordagens integrativas, que investigam os mecanismos de toxicidade de poluentes em diferentes organismos por meio de exposições não forçadas e forçadas. Esses avanços têm sido importantes no estudo da toxicidade de agrotóxicos em espécies não-alvo, uma vez que o conhecimento de seus efeitos nocivos é necessário para a preservação do meio ambiente. Neste contexto, a abordagem da suscetibilidade ao estresse do ponto de vista paisagístico, considerando a heterogeneidade química do cenário de exposição, permite saber quão estressadas podem estar as populações quando a paisagem apresenta poucas áreas de escape que minimizam a exposição contínua aos contaminantes. Assim, a presente pesquisa tem como objetivo avaliar como o estresse (medido em níveis de cortisol) e a capacidade de escape em Danio rerio variam, dependendo da heterogeneidade química devido à presença de agrotóxicos e a presença de áreas limpas/não evitáveis. Além disso, considerando que nem todos os organismos escapam, poderíamos usar o cenário forçado para ver a toxicidade de agrotóxicos. Assim, a presente pesquisa também visa analisar os efeitos do 2,4-D (ácido 2,4-diclorofenoxiacético) e do diuron (3- (3,4-diclorofenil)-1,1-dimetiluréia), isolados e em misturas, usando diferentes desfechos funcionais/fisiológicos (consumo de oxigênio, taxa de alimentação, reprodução e natação) em Daphnia magna, além de comportamento de evitação. Este estudo contribuirá para entender o efeito tóxico de ambos os agrotóxicos e suas misturas nos ecossistemas e nos processos envolvidos na exposição de organismos de diferentes níveis tróficos, a tais contaminantes em concentrações realistas de ocorrência em todo o mundo. Espera-se também que esta abordagem possa se tornar uma ferramenta útil, ecologicamente relevante e inovadora para avaliação de risco ecológico.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)