Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do receptor ionotrópico de glutamato NMDAR em células T alfa-beta CD4+ e CD8+ e células T gama-delta da mucosa intestinal de camundongo

Processo: 21/06508-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 29 de outubro de 2021
Vigência (Término): 28 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Jean Pierre Schatzmann Peron
Beneficiário:Marília Garcia de Oliveira
Supervisor no Exterior: Rafael Machado Rezende
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Brigham and Women's Hospital (BWH), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/10242-5 - Papel do receptor ionotrópico de glutamato NMDA em células da imunidade inata e adaptativa da mucosa intestinal em modelo experimental murino, BP.DR
Assunto(s):Glutamatos   Microbioma gastrointestinal

Resumo

A mucosa intestinal é responsável por abrigar grande parte dos linfócitos encontrados em todo o corpo e juntamente com outras células do sistema imunológico presentes principalmente na região da lâmina própria desempenham papéis importantes na tolerância local a microrganismos da microbiota e a antígenos alimentares. Além da mucosa, os intestinos delgado e grosso também apresentam a camada submucosa, a camada muscular e a membrana serosa. Estão presentes nas camadas submucosas e musculares plexos entéricos ganglionares formados por redes de interconexão entre neurônios do sistema nervoso entérico. Esses neurônios secretam vários neurotransmissores inibitórios e excitatórios, incluindo o glutamato, e suas inervações atingem a lâmina própria. Recentemente, foi descoberto que as células imunes inatas e adaptativas expressam receptores para neurotransmissores, incluindo o receptor ionotrópico de glutamato NMDAR, expresso em células T. Nesse contexto, pouco se sabe sobre o papel do NMDAR nas células T alfa-beta da mucosa intestinal. Assim, este projeto visa contribuir com o projeto de doutorado principal (#2018/10242-5) em que o objetivo principal é investigar se a deficiência de NMDAR especificamente nas células T alfa-beta promove mudanças na distribuição e no perfil funcional das células imunes inatas e adaptativas dentro dos compartimentos intestinais intraepitelial e lâmina própria, bem como alterações na composição da microbiota intestinal. Nossos dados preliminares até agora mostraram uma diminuição na frequência de células T CD4+ e um aumento na frequência de células T CD8+ nos linfonodos mesentéricos de drenagem intestinal, bem como uma diminuição na frequência de células T CD8+ no compartimento intraepitelial do intestino delgado de CD4crexGrin1flox em comparação com seus controles, evidenciando a relevância dos estudos a serem realizados na bolsa de estudos no exterior.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)