Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação por RT-PCR de células tumorais circulantes no sangue periférico de pacientes com Câncer gástrico

Processo: 21/05357-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Ulysses Ribeiro Júnior
Beneficiário:Gabriel da Silva Kawakami
Instituição-sede: Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira (ICESP). Coordenadoria de Serviços de Saúde (CSS). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Gastroenterologia   Anatomia patológica   Neoplasias gástricas   Células neoplásicas circulantes   Marcador molecular   Metástase   Adenocarcinoma   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR)

Resumo

O Câncer Gástrico (CG) é a 5a neoplasia mais frequente no mundo com incidência estimada de 21.230 novos casos em 2020 no Brasil. O adenocarcinoma é o tipo histológico mais comum de CG e seu diagnóstico é feito por meio de endoscopia digestiva alta (EDA), seguido de estadiamento pela classificação TNM. Além disso, a laparoscopia pode ser adotada por possuir maior acurácia de detecção de metástases, o que determina mudança de tratamento e é capaz de identificar pacientes com alto risco de recorrência, associada a menores taxas de sobrevida. O tratamento mais comumente adotado é gastrectomia total ou parcial com linfadenectomia D1 ou D2. Devido à recorrência hematológica ser a segunda causa mais frequente de falha no tratamento de CG, a detecção de células tumorais livres circulantes (CTLC) no sangue periférico, utilizando-se método de RT-PCR, pode ser uma ferramenta relevante para predizer a recorrência de metástases e determinação do prognóstico do paciente. No entanto, nenhum consenso foi alcançado em relação à correlação entre a presença de CTLC no sangue periférico e seu impacto na sobrevida do paciente. Nesse contexto, o presente estudo objetivo avaliar a presença de CTLC, por meio da técnica de qRT-PCR com o uso de marcadores CK20, TFF1 e MUC1 em amostras de sangue periférico de pacientes com CG, além de verificar a associação da presença de CTLC com os parâmetros clinicopatológicos, recidiva e sobrevida global do paciente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)