Busca avançada
Ano de início
Entree

Medição, teste de qualidade e modelagem termodinâmica do equilíbrio líquido-liquido do sistema: acetato de n-butila + 1-Butanol + Cloreto de 1-Etil-3-Metil Imidazôlio

Processo: 21/05359-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Pedro Felipe Arce Castillo
Beneficiário:Caio Henrique Marciano
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Assunto(s):Equilíbrio líquido-líquido   Sistemas de abastecimento de água   Termodinâmica   Processos de separação   Modelos termodinâmicos

Resumo

O objetivo principal deste projeto é realizar a medição experimental, teste de qualidade e modelagem termodinâmica do comportamento de fases do equilíbrio líquido-líquido baseado na extração do 1-butanol do acetato de n-butila utilizando o cloreto de 1-etil-3-metil-imidazôlio {[EMIM][Cl]}. O processo experimental será realizado em um equipamento composto de uma célula de vidro encamisada com circulação externa de água para manter a temperatura da solução constante. Uma vez atingido o equilíbrio, as composições das duas fases líquidas serão obtidas através das medições do índice de refração e densidade. Previamente, a curva binodal será obtida no ponto de névoa e será utilizada como curva de calibração (índice de refração e densidade versus composição). O teste de qualidade dos dados experimentais será realizado com o método proposto por Marcilla e colaboradores. Para a modelagem termodinâmica, será utilizada a abordagem Gamma-Gamma (g-g), baseada no modelo de energia livre de Gibbs em excesso: NRTL (Non-Random Two-Liquids), para obter os coeficientes de atividade dos componentes de ambas as fases líquidas. Os resultados das medições experimentais e da modelagem termodinâmica serão comparados através do diagrama de fases (triangulo equilátero) apresentando a curva binodal e as linhas de amarração à temperatura de 298,15 K e 101,3 kPa. A modo de treinamento, o aluno primeiro realizará toda a metodologia descrita anteriormente com o sistema água + etanol + acetato de n-butila às temperaturas de 298,15, 303,15 e 313,15 K. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)