Busca avançada
Ano de início
Entree

Combinação K:Mg na atividade da Rubisco, metabolismo fotossintético, antioxidante e relações com a produtividade do cafeeiro

Processo: 20/16177-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:André Rodrigues dos Reis
Beneficiário:Nandhara Angélica Carvalho Mendes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Engenharia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Tupã. Tupã , SP, Brasil
Assunto(s):Coffea arabica   Magnésio   Potássio   Nutrição mineral de plantas

Resumo

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, sendo também o segundo maior consumidor. O café é a segunda bebida mais consumida mundialmente, após a água, e sua demanda está em crescente ascensão no mercado. Entretanto, para suprir essa demanda, são necessárias técnicas de cultivo para driblar às adversidades que acometem o desenvolvimento da planta, sendo o cafeeiro (Coffea arabica) muito afetado pela deficiência de magnésio (Mg). O Mg faz parte da molécula de clorofila e apresenta importante papel fisiológico como ativador enzimático da rubisco. É conhecido como um elemento esquecido devido à escassez de pesquisa em relação ao papel nutricional e fisiológico do Mg em plantas, além disso, encontra-se em baixa quantidade no solo. A deficiência de Mg no cafeeiro é possivelmente decorrente das atividades antropogênicas, como o fornecimento inadequado de fertilizantes potássicos, ocasionando um antagonismo da absorção de Mg e resultando em menores produtividades. Diante disso, é necessário estudos de combinações de K:Mg como alternativa para promover melhor desempenho fotossintético, as atividades da rubisco para melhores produtividades, além de aumentar o valor nutricional do grão. O objetivo desse estudo é avaliar a combinação de doses Mg e K na atividade fotossintética, rubisco e metabolismo antioxidante e reflexos na produtividade do cafeeiro arábica Catuaí Vermelho IAC 144 numa lavoura com 6 anos de idade. E ao final, propor recomendações de formas de aplicação de Mg para evitar clorose, e aumentar eficiência fotossintética para maior produtividade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)