Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre pular o café da manhã e maior consumo de alimentos não saudáveis saycare cohort study

Processo: 21/00450-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Augusto César Ferreira de Moraes
Beneficiário:Andressa Costa Marcelino
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/20317-0 - Novas fronteiras em saúde nutricional e cardiovascular pediátrica: desenvolvimento de métodos para avaliar a dupla carga de má-nutrição e a saúde cardiovascular ideal em países de baixa-média renda - SAYCARE cohort study, AP.JP
Assunto(s):Alimentação infantil   Consumo de alimentos   Comportamento alimentar   Refeições   Crianças   Prevalência   Questionário de frequência alimentar   Estudos transversais   Estudos de coortes

Resumo

Crianças que não consomem café da manhã tem maior probabilidade de desenvolver obesidade. Contudo, a associação entre a omissão do consumo de café da manhã e posterior consumo de alimentos não saudáveis em crianças é escasso na literatura. Portanto, este estudo transversal visa (I) descrever a prevalência de crianças que não consomem o café da manhã; (II) testar a associação entre consumo do café da manhã e o consumo de alimentos não saudáveis durante o dia em população pediátrica na América do Sul. Essa pesquisa será realizada com crianças de 5-7 anos matriculadas em escolas públicas e privadas de 7 cidades da América Latina, sendo elas: Fortaleza, São Paulo e Teresina (Brasil), Medelín (Colômbia), Buenos Aires (Argentina), Lima (Peru) e Copiapó (Chile). O método utilizado para obter as informações necessárias é o questionário de frequência alimentar (QFF) onde será informado a frequência do consumo do café da manhã e a quantidade e frequência dos alimentos consumidos. As crianças que consumirem o café da manhã e5 dias durante a semana serão classificadas como consumidoras de café da manhã e aquelas que consumirem <5 dias serão classificadas como crianças que pulam o café da manhã. Os alimentos que serão mensurados são: bolachas, bolos, pães doces, sonhos, cereais matinais açucarados, salgados assados e fritos, batata frita, mandioca frita, hambúrgueres, pizzas, embutidos, frios, filé à milanesa, leite com achocolatado, sobremesas lácteas, milk-shake, queijos gordos (com mais de 25% de gordura, exemplo: queijo prato, queijo ralado), salgadinhos, sucos de fruta em caixa (incluindo soja), sucos artificiais em pó, refrigerantes, doce de leite, doces de corte (goiabada, marmelada, bananada), sorvetes (massa, picolé), chocolate (barra, bombom, brigadeiro) e guloseimas (balas, chicletes, pirulitos, balas de goma). Para a análise estatística serão utilizadas análises descritivas (média, mediana, desvio padrão e proporções) a fim de responder ao objetivo I e teste do qui-quadrado para testar a associação entre as variáveis e, assim, responder ao objetivo II. O intervalo de confiança adotado será de 95%, com critério de significância estatística ± = 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)